Notícias

COMEMORAÇÕES RECORDAM REVOLTA OPERÁRIA DO 18 DE JANEIRO

A Câmara Municipal da Marinha Grande vai assinalar o 88º aniversário do 18 de Janeiro de 1934, com iniciativas que pretendem recordar a revolta operária e incluem visitas ao Museu Joaquim Correia e Museu do Vidro, concerto no Teatro Stephens e a apresentação de uma publicação alusiva à efeméride junto das escolas do concelho, em colaboração com a Associação Frente Anti-Fascista 18 de Janeiro.


O programa pretende homenagear os operários vidreiros que empreenderam o movimento de insurreição nacional, resultante do processo de luta social e sindical, pela melhoria das condições de vida da classe trabalhadora.


O programa das comemorações do 18 de janeiro de 1934 é o seguinte:


15 de janeiro – sábadoEntradas gratuitas no Museu Joaquim Correia16h30 Visita guiada ao museu com especial destaque para o trabalho do escultor sob o tema do Vidro Org.: Câmara Municipal da Marinha Grande


21h30 – Casa da Cultura Teatro StephensConcerto com o trio musical “2 chamadas não atendidas”

Sinopse: 2 Chamadas não Atendidas é o curioso lema deste projeto de nova música instrumental portuguesa para um público alargado e que nos dá a escutar uma bem urdida trama de linhas sonoras cativantes e de múltiplas proveniências; a abertura exploratória aos géneros, cruzando em cada um dos seus temas a vontade de resposta ao experimentalismo contemporâneo dos mestres com a duração característica da música ligeira.

Curiosas e risíveis, pela sua simplicidade quotidiana, são as imagens que inspiram e nomeiam alguns dos temas (O paninho, Aquário e Carregado), ou a coloquialidade cúmplice e amistosa de Oh Zé, Ai bonitinha e Porreiro pá. São estas algumas das vias francas de acesso ao imaginário rítmico e melódico que 2 chamadas não atendidas nos dá a escutar numa bem urdida trama de linhas sonoras cativantes e de múltiplas proveniências. 2 Chamadas não Atendidas está na seleção BLITZ e VIANOCTURNA, para melhores álbuns portugueses em 2020.


Ficha artística: André Louro – piano Gonçalo Marques – bombardino Artur Rouquina – oboé Classificação etária -M6 Duração: 60 min Preço 5€ Bilheteira do Teatro de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, ou na bilheteira online em www.bol.pt Org.: Câmara Municipal da Marinha Grande


15, 16 e 18 de janeiro – sábado, domingo e terça, Entradas gratuitas no Museu do Vidro Org.: Câmara Municipal da Marinha Grande


18 de janeiro – terça11h30 e às 15h00 – Visita guiada à exposição temporária “O Vidro na Marinha Grande: Histórias da IVIMA”  Org.: Câmara Municipal da Marinha Grande

Apresentação de publicação alusiva ao 18 de janeiro de 1934A dinamizar nos três Agrupamentos de Escolas do Concelho no mês de janeiro

A Associação Frente Anti-Fascista 18 janeiro, recém-criada na Marinha Grande, elaborou uma publicação alusiva ao 18 de janeiro, com a colaboração de Francisco Cantanhede, direcionada aos alunos dos 5º e 6º anos do ensino básico, que explica numa linguagem mais simples o que foi este movimento operário, as motivações e os resultados.

A iniciativa conta com a colaboração dos três agrupamentos de escolas do concelho, nomeadamente, dos coordenadores e dos professores que lecionam as aulas de português, história e educação cívica, que se disponibilizaram a abordar o tema nas suas aulas, a partir da publicação criada pela associação.

Estão previstas ainda visitas às escolas envolvidas, com elementos da associação, e a presença de familiares que participaram no 18 de janeiro de 1934, para conversa com os alunos sobre o tema. Org.: Associação Frente Anti-Fascista 18 janeiro Apoio.: Câmara Municipal da Marinha Grande

Partilhar:

Este site usa cookies para assegurar uma melhor experiência de navegação.