Tomada de posição do vereador do CDS/PP.Alcobaça

POSIÇÃO PÚBLICA

Na reunião de Câmara do Município de Alcobaça, de 16/07/2021, abordei alguns assuntos que dou aqui por reproduzidos:

  1. Abordei mais uma vez os sucessivos problemas na área da saúde, nomeadamente a falta de médicos de família no concelho de Alcobaça, desta vez foi na freguesia da Cela. A falta de médicos de família nas extensões de saúde vão acontecendo com uma frequência inadmissível, com o Estado a recorrer a médicos de empresas de trabalho temporário numa situação de absoluta precariedade, por períodos incertos, sendo apenas um “remendo” e incompreensível em pleno século XXI. Este é um problema que se arrasta há anos e estima-se que possam existir muitos milhares de munícipes sem médicos de família o que acarreta enormes incómodos no acesso a cuidados de saúde primários e na renovação de simples receitas médicas. Voltei a solicitar ao executivo municipal uma posição firme junto da ARS de Lisboa e Vale do Tejo ou junto da Ministra da Saúde, isto não pode continuar assim!
  1. Abordei ainda a completa degradação da Rua Frei Fortunato em Alcobaça, de facto verifica-se que o parque habitacional está muito degradado e nalguns casos em estado de abandono, sem qualquer tipo de protecção, podendo muitos destes imóveis serem devassados por quaisquer intrusos. O aparecimento de roedores põe em causa a salubridade e higiene pública. Sei que a intervenção em propriedade privada pelo município não é tarefa fácil, mas muitos destes imóveis no mínimo têm que ser entaipados com urgência. Pedi uma atitude mais enérgica do município e não alguma passividade como se tem vindo assistir;
  1. Abordei por fim, tal como outros vereadores a situação da habitação em todo o concelho de Alcobaça, este é um assunto que tenho abordado com regularidade nos últimos anos, mas “ninguém me tem dado ouvidos” é notória a falta de oferta de habitação e a falta de investimento neste sector. Hoje, o concelho é pouco competitivo no sector da reabilitação e da construção e é central para o crescimento das nossas vilas e cidades. Claro que esta realidade não pode ser analisada de forma isolada, mas devendo ser vista a montante do problema, ou seja, o município tem que cuidar da criação do investimento no emprego e designadamente de empresas com oferta de emprego em tecnologias não tradicionais para se que se possa fixar população jovem qualificada, sob pena de continuar esta fuga de jovens para os grandes centros urbanos. O Município deve cuidar das áreas industriais e ter uma politica de atractividade de empresas de valor acrescentado. Voltei por fim, como já fiz várias vezes neste mandato a incentivar a Câmara a colocar no mercado vários lotes propriedade do município no centro da cidade de Alcobaça, a fim de intervir no mercado imobiliário. Só para se ter a noção o município é dono de 10% dos solos urbanos dentro da cidade de Alcobaça. Afinal os problemas podem resolver-se, é necessário avançar com determinação. A Quinta da Cova da Onça, por exemplo, está em condições de ser alienada há cerca de 12 anos, aquando da sua última revisão do Plano de Pormenor.

Carlos Bonifácio

Vereador eleito nas listas do CDS/PP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Copyright©Cister.fm