Página Inicial Notícias Sociedade e Ambiente Medidas de autoproteção – INCÊNDIOS RURAIS

Medidas de autoproteção – INCÊNDIOS RURAIS

Medidas de autoproteção – INCÊNDIOS RURAIS

Os incêndios rurais são das catástrofes naturais mais graves em Portugal, não só pela elevada frequência com que ocorrem e extensão que alcançam, como pelos efeitos destrutivos que causam. Para além dos prejuízos económicos e ambientais, podem constituir uma fonte de perigo para as populações e bens.

Os incêndios rurais compreendem os incêndios que percorrem áreas florestais e áreas agrícolas e são considerados catástrofes naturais, mais pelo facto de se desenvolverem na natureza e por a sua possibilidade de ocorrência e caraterísticas de propagação dependerem fortemente de fatores naturais, do que por serem causados por fenómenos naturais.

A intervenção humana pode desempenhar um papel decisivo na sua origem e na limitação do seu desenvolvimento. A importância da ação humana nestes fenómenos distingue os incêndios rurais das restantes catástrofes naturais.

A propagação de um incêndio depende das condições meteorológicas (direção e intensidade do vento, humidade relativa do ar, temperatura), do grau de secura e do tipo do coberto vegetal, orografia do terreno, acessibilidades ao local do incêndio, tempo de intervenção (tempo entre o alerta e a primeira intervenção no ataque ao fogo, vulgarmente designada como ataque inicial), entre outros. Um incêndio pode propagar-se pela superfície do terreno, pelas copas das árvores e através da manta morta.

Sabia que…

  • Comportamentos de negligência tais como acender fogueiras, são responsáveis pela maior parte dos incêndios rurais?
  • Nos incêndios de 2013 morreram 14 bombeiros
  • 2017 foi um ano recorde em termos de área ardida em Portugal Continental com 540.654 ha? Registaram-se 16.613 ocorrências.
  • O anterior máximo de área ardida num ano remonta a 2003 com 425.716 ha, com 26.196 ocorrências?

Portugal sem fogos depende de todos!

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Sociedade e Ambiente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

“O Comércio Local por um Mundo Melhor”

É em tempos de paz, de harmonia, de tolerância e de respeito pelos direitos humanos que o …