Página Inicial Notícias Sociedade e Ambiente Começou, por todo o concelho o plano de higienização das ruas

Começou, por todo o concelho o plano de higienização das ruas

.

A ARS-LVT já comunicou, e está a começar a implementar, a reformulação dos centros de saúde e consequente distribuição do pessoal médico. Assim, a partir da próxima segunda-feira, deverão encerrar no concelho de Alcobaça vários centros de saúde, reforçando-se o pessoal médico na USF da Benedita, em Turquel, em São Martinho do Porto, na USF Pinhal do Rei (Pataias) e na USF Pedro e Inês (Alcobaça).

A USF de Alcobaça deverá funcionar em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana com uma ala e uma entrada exclusiva para doenças respiratórias e casos suspeitos de Covid-19. A Câmara Municipal já está a colaborar com a instalação da receção deste espaço.

A monitorização e a vigilância de doentes têm infelizmente vindo a crescer. O Município de Alcobaça está em constante diálogo com as autoridades de saúde locais, com o Centro Hospitalar de Leiria e com o Centro Hospitalar do Oeste. Na próxima segunda-feira, em sede de reunião de câmara, iremos deliberar um apoio financeiro para aquisição de material médico para estes.

Temos de começar também a preparar medidas de apoio à economia, sob pena desta catástrofe se prolongar por muito mais tempo, quer do ponto de vista da saúde quer do ponto de vista económico.

Já comuniquei aos meus colegas da OESTECIM que devemos tomar medidas articuladas visando as nossas populações e empresas. Se a CCDR assim o entender e o Governo também, o Município de Alcobaça prescinde perfeitamente das verbas que tem asseguradas para o Pavilhão Multiusos ou para outras infraestruturas, de forma a apoiar os concidadãos e as pequenas e médias empresas do nosso concelho, com o objetivo de manter os empregos tão necessários a todos nós. As pessoas são muito mais importantes do que qualquer equipamento. Julgo que o Governo deveria reforçar as verbas do Fundo Social Europeu para apoio às pessoas em detrimento das infraestruturas.

Não nos oporemos a esta solução, bem pelo contrário, estamos inteiramente disponíveis para isso. Basta criar o diploma legislativo que o permita. Tenho a certeza que os meus colegas da OESTECIM partilham da minha opinião.

Paulo Inácio, Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Sociedade e Ambiente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Rio Lena – Detetada descarga ilegal de resíduos

O Comando Territorial de Leiria, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Leiria, no dia…