Portugal com mais 549 casos confirmados e 61 mortes por Covid-19

22-02-21 – 14h45

Portugal regista um total de 798.074 casos confirmados da doença Covid-19 desde o início da pandemia. Há 80.642 infetados, menos 1.699 do que na sexta-feira. Registam-se 3.322 internados (mais seis face ao último relatório da DGS), dos quais 627 em cuidados intensivos, menos 11 do que na sexta-feira.

Portugal regista um total de 798.074 casos confirmados da doença Covid-19, mais 549 face ao dia anterior, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta segunda-feira, 22 de fevereiro. O número de vítimas mortais por infeção com o novo coronavírus aumentou para 16.023, mais 61 vítimas mortais nas últimas 24 horas.

Os casos ativos de Covid-19 ascendem hoje aos 80.642 infetados, menos 1.699 do que na sexta-feira. Quanto a internamentos, a DGS reporta 3.322 internamentos (mais seis do que ontem), dos quais 627 (menos 11 do que na sexta-feira) em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Portugal regista 701.409 casos recuperados desde o início da pandemia no país, mais 2.187 do que os registados no último boletim. A DGS adianta também que se encontram em vigilância 79.699 pessoas, menos 6.702 do que na sexta-feira.

De acordo com os dados da organismo liderado por Graça Freitas, existem hoje 324.719 casos registados na região Norte, 114.099 no Centro, 301.520 em Lisboa e Vale do Tejo, 28.174 casos no Alentejo, 19.832 no Algarve, 3.722 casos na Região Autónoma dos Açores e 6.008 na Região Autónoma da Madeira.

Dos 16.023 óbitos, registam-se 5.159 no Norte, 2.859 no Centro, 6.663 em Lisboa e Vale do Tejo, 924 no Alentejo, 330 no Algarve, 28 nos Açores e 60 óbitos na Madeira.

Atualmente, existem 360.800 homens e 437.003 mulheres infetados pelo novo coronavírus. Quanto aos óbitos, contabilizam-se 8.370 homens e 7.653 mulheres.

No comunicado desta quarta-feira, a DGS ressalva que está a investigar 271 casos quanto à identificação do género. “Os casos de sexo desconhecido encontram-se sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática”, explica a DGS.

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Copyright©Cister.fm