Página Inicial Notícias Política Turismo mantém tendência de crescimento na Nazaré

Turismo mantém tendência de crescimento na Nazaré

O turismo manteve a tendência de crescimento na Nazaré, com a superação dos valores registados em 2017.

Os Postos de Turismo registaram 14.226 visitantes e turistas nos primeiros seis meses deste ano, o que se traduz num forte crescimento em comparação com período homólogo de 2017, em que 9.124 pessoas se dirigiram aos balcões de turismo. O aumento é ainda mais evidente se comparamos estes dados com os de 2016, ano em que 6.410 visitantes procuraram apoio junto dos balcões de informações turística do concelho.

Por nacionalidades, destaque para os turistas brasileiros, que já são a 4.ª nacionalidade que mais nos visita.

As ondas grandes, que deram o recorde mundial do Guiness 2017 a Rodrigo Koxa pela maior onda alguma vez surfada na Praia do Norte, e o culto religioso a Nossa Senhora da Nazaré, com grande representatividade naquele país (a devoção a Nossa Senhora de Nazaré tem grande expressão em Belém, Pará, através do Círio de Nazaré, que se tornou uma das maiores procissões católicas do mundo, reunindo anualmente cerca de dois milhões de pessoas) são dois dos motivos que os trazem à Nazaré.

Durante os primeiros seis meses de 2018 confirmou-se a heterogeneidade do crescimento da procura. Alemães; canadianos; australianos, polacos e suíços, bem como de países nórdicos, nomeadamente Suécia e Finlândia, num total de 76 nacionalidades (Sri Lanka; Guatemala; Ilhas Maurícias; Zimbábue; Singapura e Sérvia) dos vários os continentes estiveram na Nazaré.

A aposta na promoção nacional e internacional, bem como numa política de comunicação constante e agressiva, com o reconhecimento mundial da Nazaré, nomeadamente pelas ondas grandes, conduziram a estes tempos que se vivem, de forte visitação turística, e que só justificam a aposta nessas duas vertentes”, explica Walter Chicharro, Presidente da Câmara Municipal.

A tendência de crescimento foi, igualmente, notória no Forte de S. Miguel Arcanjo, com 81.640 pessoas a entrarem neste edifício, património sob a gestão do Município, entre janeiro e junho.

Os portugueses são a primeira nacionalidade (39.179), seguindo-se os brasileiros (10.928), os franceses (7.485), espanhóis (5.442) e os alemães (3.661).

No total, foram registados visitantes de 91 países. Para além dos europeus, com a maior presença, estiveram de visita ao Forte de S. Miguel Arcanjo cidadãos de outros continentes (África, Ásia, América Latina, entre outros).

Justifica-se, assim, a aposta no desdobramento dos balcões de turismo, para o Sítio, e a prestação de um serviço de proximidade e de informação ao turismo religioso e ao do surf, dois segmentos em acelerado desenvolvimento”, acrescenta o autarca.

A prova de que a Nazaré está na moda e a registar um crescimento exponencial por visitantes de nacionalidades e continentes diversos é, ainda, confirmada nas viagens de Ascensor, onde os dados atestam a tendência.

Mais de 102.811 pessoas viajaram neste meio de transporte nos primeiros meses do ano, evidenciando uma subida de 35% em comparação com período homólogo 2017.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Comunicado do Conselho de Ministros de 20 de setembro de 2018

1. O Conselho de Ministros aprovou cinco diplomas no âmbito da reforma da justiça administ…