Posição Pública

NOTA: Os temas aqui abordados reportam-se exclusivamente a questões, observações e propostas por mim apresentadas e não a emitir decisões oficiais do Município que a ele compete divulgar:

Reunião do Município de Alcobaça de 11/11/2019.

  1. Questionei a Câmara sobre os resultados do Centro de Negócios de Alcobaça, que tinha como objectivo a criação e apoio a pequenas empresas mas que ficou muito aquém das expectativas criadas. No espaço estão duas microempresas e um “Call Center”. No mesmo espaço funcionam provisoriamente serviços do Estado e salas de formação. Aquando da sua criação foi-nos prometido um centro de inovador, gerador de emprego e de fixação de jovens no concelho, tudo não passou de uma miragem, depois de a Câmara ali ter investido mais de 600 mil euros. Questionei ainda qual o projecto e o conceito que quer agora desenvolver na Quinta das Freiras ao afirmar que quer ali criar um “Loteamento Digital” e se já possui parceiros. As informações disponibilizadas foram muito escassas, apenas que pretende desenvolver um projecto com o Instituto Politécnico de Leiria e alegadamente com empresas associadas a este Instituto. Ao mesmo tempo fui informado que no mesmo local quer-se instalar as oficinas da Câmara. Confesso que achei estranho este “casamento” entre oficinas e garagens da câmara com “Startups”. Temo que estejamos mais uma vez perante mais uma ideia com “pés de barro” e sem um projecto sólido! Algo que já estamos a ficar habituados!
  1. Abordei a situação da Feira de S. Simão que dá sinais de apagamento, perdendo o fulgor de outros tempos que fazia congregar a Alcobaça as freguesias e atraia milhares de pessoas inclusive de outros concelhos. Referi que a câmara devia evitar a sua morte e investir mais neste certame. O Presidente da Câmara discordou e referiu que este modelo está certo e que atrai milhares de pessoas a Alcobaça. Também aqui temos uma leitura totalmente antagónica e que não corresponde minimamente aos desabafos dos comerciantes!
  1. Foi também deliberado a delimitação das novas ARU (s) (áreas de reabilitação urbana) no concelho, a saber (Benedita, Pataias, Cós, Aljubarrota e S. Martinho), apesar de haver indicações que o acesso a fundos europeus em ARU (s) só abrangerá cidades, pode acontecer que no decurso do próximo quadro comunitário esta situação se altere. Votei favorável todas as delimitações, com reservas à delimitação na vila de S. Martinho do Porto. Referi que o Município devia ser mais ambicioso na proposta de área de reabilitação urbana apresentada. Apresentei ideias de ampliação da delimitação e fundamentando a ampliação para Este e Norte da vila de S. Martinho do Porto, referido o facto de algumas dessas aéreas necessitarem de uma qualificação do edificado e espaço público. O Executivo foi sensível aos meus argumentos e até à próxima reunião de câmara a situação pode ainda ser alterada no sentido da sua ampliação.

Carlos Bonifácio

Vereador eleito nas listas do CDS/PP.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Câmara reduz dívida e aumenta disponibilidade financeira

31 Out. Disponibilidade Financeira (depósitos/caixa) Dívida Total 2017 4 736 724,44 € 4 76…