Página Inicial Notícias Política Opinião de Octávio Serrano – Concessão de exploração de lítio muito esquisita

Opinião de Octávio Serrano – Concessão de exploração de lítio muito esquisita

Recentemente têm-se sucedido parangonas eufóricas em alguma comunicação social; do género “Portugal pode vir a ser em breve um país rico! Temos em abundância, o petróleo do futuro! O lítio!”; que bom seria, sermos todos ricos, não era? Mas julgo que a real intenção de quem as publica, será mais a de vender jornais, do que outra coisa qualquer; pois todos sabemos, que esta coisa de distribuir riqueza, em países pouco democráticos, vale o que vale! Não, não somos a Noruega; nem o seremos nunca, se continuarmos a ser governados pelas classes políticas do nosso costume!
Mas se o maná, nunca vier a chover sobre os portugueses, poderá ser que a alguns lhe caia no colo.
Uns senhores com bons amigos no poder, constituíram uma empresa designada de Lusorecursos , Lda, com a intenção manifesta de obterem um contrato de concessão de exploração de lítio em Montalegre. Claro está, que estes senhores, e os outros que se viriam a associar ao negócio, percebem “nickles” desta actividade.
Um projecto é fácil de montar no papel; e haverão sempre técnicos dispostos a prepará-los e a assiná-los; agora, a implementá-los no terreno, essa será outra história, muito diferente; prometeram os ditos, explorar uma mina de lítio e outros metais, em Cepeda, Montalegre; a construir uma unidade industrial, em que o minério seria separado; e outra, onde o hidróxido de lítio seria refinado; e como não podia deixar de ser, até prometeram a criação, de entre 250 e 300 postos de trabalho; fartura a mais, o pobre desconfia!
O contrato da concessão da exploração do lítio, viria a ser assinado com o Estado Português em 28 de Março do corrente ano; já não, com a Lusorecursos, Lda, mas sim com a Lusorecursos Portugal Líthium, SA; pois um dos sócios originais enxotou o seu outro sócio do maná, nas vésperas da assinatura do contrato! Certamente, para permitir a entrada de outros sócios, que tivessem mais poder de influência; os tais, de quem não se saberá realmente o nome, pois se trata de uma sociedade anónima; espantosamente, todo o processo foi transferido para a nova empresa, constituída à pressão, quando todo o investimento de prospecção tinha sido feito pela excluída; esquisito não? No entanto fiquei com uma certeza; tratar-se-ão de capitalistas muito fracos; pois só conseguiram angariar entre si cinquenta mil euros para formar o capital da nova sociedade.
E coloca-se uma pergunta pertinente? Como é que estes “pobretões” irão fazer um investimento de tantos milhões; claro, que a administração afirma que estão à procura de financiamento; externo e interno; será a CGD a financiar esta rapaziada tão próxima do PS? Talvez o agora secretário adjunto do Ministro do Ambiente, o Dr. João Galamba lhes dê uma mãozinha; afinal não foi ele que deu a cara pelo Estado, na assinatura do contrato de concessão?
Mas sabem? Tenho para mim que este pessoal não está à espera de qualquer financiamento! Esta malta irá esperar que o maná lhes caia no colo; eles sabem bem, que não têm nem capacidade, nem credibilidade, para que alguma instituição financeira nacional e internacional os apoie; o que eles esperam é que apareça um grande grupo internacional (talvez chinês, quem sabe?), que lhes compre a concessão! E deste modo embolsarem, cada um, muitos milhões! Como se vê alguém está à espera de ficar rico! Afinal!
Coloco-vos ainda outra questão! Se algumas pessoas comuns tentassem obter uma concessão mineira desta natureza, será que tinham sorte? Certamente que não! Teriam de possuir muitos milhões na conta bancária; e mesmo assim duvido! Levantariam tanto problema, exigiriam tanto estudo e garantias, que demoraria anos a obter a dita. Mas esta foi obtida à papo-seco! Porque seria?
Sendo assim, como é que uns gatos pingados, obtiveram uma concessão de contrato mineiro desta importância? Não terá existido, um enorme tráfico de influências neste negócio? Apetece perguntar: quem serão os verdadeiros donos da Lusorecursos LÍthium, SA? E o nosso primeiro, assobia para o lado e até parece que não sabe de nada!
Um bem hajam e uma boa semana!




Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por RuiCustodio
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Porto de Mós reduz impostos às famílias e empresas

Num contexto especialmente adverso para todas as famílias e empresas do concelho de Porto …