Página Inicial Notícias Política Opinião de Octávio Serrano – António Costa e o Stayway Covid

Opinião de Octávio Serrano – António Costa e o Stayway Covid

Caros ouvintes; o nosso governo pretende tornar obrigatória a utilização em smartphones da aplicação Stayway Covid; realmente o nosso primeiro-ministro António Costa, é um responsável politico altamente interessado em novas tecnologias; de vez em quando um passarinho qualquer, dá-lhe umas dicas acerca de alguma novidade tecnológica revolucionária, e o homem fica logo extremamente entusiasmado; veja-se o caso da produção de hidrogénio; veja-se o caso desta nova aplicação.

Pelo que percebi, das leituras que fiz acerca do assunto, caso alguém seja pelos serviços de saude declarado como portador do covid19, tem obrigatoriamente de ter um smartphone, em que esteja instalada a citada aplicação; e como é doente covid19 reconhecido, deve inserir um código devidamente validado pela DGS; de modo, a que terceiros, também portadores de um smartphone com esta app instalada,  se estiverem mais de 15 minutos próximos do doente, serão alertados do facto, através da aplicação instalada no seu próprio smartphone. E mediante esse alerta, terão a obrigação de se dirigirem aos serviços de saúde, para que se possa rastrear possível contaminação; e de fazer auto-quarentena; tudo muito bonito, não é?

Primeira questão; penso que o Sr. António Costa deverá estar a pensar em dar um smartphone a cada português, que o não tenha; seria louvável! É que todos sabemos que há muito português que não tem telemóvel; e muitos dos que os têm, são equipamentos antigos, que não permitem a instalação da tal aplicação.

Segunda questão; não se percebe bem, o que é que um doente covid19 reconhecido como tal, anda a fazer na rua; pois deveria estar em quarentena; se realmente o seu smartphone denuncia por onde ele anda, certamente será fácil à GNR e à PSP detectar as suas deambulações; e interceptá-lo se for caso disso; a não ser, que o “dito-cujo” deixe o telemóvel em casa, e possa livremente passear sem se denunciar; e nesse caso não será possível, que a aplicação instalada no smartphone de um qualquer, detecte seja o que for; será completamente inutil!

Terceira questão; adivinha-se uma operação massiva de “Big-Brother”; quer isto dizer, que o que se está a propor, constitui uma experiência que implica e permite, o controlo geral da população portuguesa; embora esse controle ainda assuma um caracter de anonimato, para a generalidade daqueles que não estão doentes, não impossibilita que alguém possa recolher dados dentro do chamado processo do “Big-Data”; e que os possa utilizar para fins completamente alheios, ao objectivo inicial proposto; não nos esqueçamos que as pessoas que utilizam a aplicação podem ser rastreadas; o que implica que os seus hábitos e deslocações também o podem ser!

Quarta questão; multas de 100 a 500 euros para pessoas singulares; multas de 1000 a 5000 euros para pessoas colectivas; as multas são tão exorbitantes e disparatadas, que qualquer um conclui facilmente que se tratará de mais uma campanha de caça à multa; neste caso destinada a combater o grande déficit do Orçamento do Estado;  mais paradoxais serão as multas para as Pessoas Colectivas; grande novidade será uma pessoa colectiva poder adoecer com o Covid19; ou não será! Pois muitas já o apanharam, e senão estão encerradas, estão para o fazer!

Quinta questão; a actuação da GNR e da PSP; como é que estes corpos policiais têm a capacidade e a possibilidade, de sem serem mandatados por alguém, abordarem pessoas na via publica, interpelando acerca da posse de um smartphone; ou se tem ou não instalada aplicação Covid19 no dito aparelho; cidadão que preze a confidencialidade pessoal da sua vida, responderá que não tem smartphone; ou se o tem, não quererá mostrar o seu conteúdo; seja a quem for!

De tudo isto concluo, que haverá gente no governo, que terá apanhado uma febre qualquer; daquelas febres que retiram o discernimento e inteligência, a quem a apanhe!

Um bem hajam e uma boa semana!

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por RuiCustodio
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Auto de consignação da Empreitada de Restruturação dos Esporões do rio Alcoa – Nazaré com investimento de 2.8M de euros

A Câmara Municipal da Nazaré recebeu a Agência Portuguesa do Ambiente e a empresa adjudica…