Página Inicial Notícias Política Opinião de Eduardo louro – Coisas que nos envergonham

Opinião de Eduardo louro – Coisas que nos envergonham

https://youtu.be/yAQTr371v_0

Foi notícia na passada semana o caso do recém-nascido deitado ao caixote do lixo. Não podia deixar de o ser, porque é efectivamente notícia

O mesmo se não pode dizer da histeria mediática que se seguiu. Dias e dias a fio não se falou de outra coisa nas televisões e nas redes sociais, os tribunais plenários dos nossos dias, com inqualificáveis abusos de toda a ordem, numa espécie de peditório para que o nosso Presidente da República também deu alguma coisa. Como frequentemente lhe acontece, porque não é fácil aparecer nos peditórios todos sem deixar contribuição.

Ninguém parou para pensar num parto, na rua, em Novembro, em 2019, de uma jovem com pouco mais de 20 anos, sozinha. Ninguém parou para pensar que tipo de responsabilidades poderão ser atribuídas a uma pessoa nestas circunstâncias.

Talvez o juiz que lhe decretou a prisão tenha pensado nisso. E talvez tenha pensado que, à falta de Estado (social) para responder a estes dramas, o melhor seria convocar o Estado (repressivo) para lhe dar resposta imediata. Melhor a prisão que mantê-la na rua.

Pode ser que sim. Não há pior prisão que a da rua, de lá nunca ninguém sai. Mas é um inqualificável atropelo ao Direito, e uma emenda pior que o soneto. Como bem claro deixou o grupo de advogados que requereu a sua libertação junto do Supremo Tribunal de Justiça. Qual dos requisitos da prisão preventiva – um, só um que seja – se observava nesta triste ocorrência que nos envergonha?

Até para a semana!

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por RuiCustodio
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Câmara reduz dívida e aumenta disponibilidade financeira

31 Out. Disponibilidade Financeira (depósitos/caixa) Dívida Total 2017 4 736 724,44 € 4 76…