Página Inicial Notícias Política Obras de conservação dos monumentos do centro terão linha própria de financiamento

Obras de conservação dos monumentos do centro terão linha própria de financiamento

 

O deputado do PS António Sales questionou hoje o ministro da Cultura, durante a audição do governante no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado (OE) para 2018, sobre o futuro dos mosteiros da zona centro. Aproveitou ainda para saudar a promoção e o apoio a projetos de valorização do património presentes no relatório do OE, o que constitui “um eixo fundamental na recuperação de níveis de investimento necessários à boa gestão e ao crescimento do tecido cultural português”.

António Sales, eleito pelo círculo e presidente da Federação do PS de Leiria, quis saber se os três Patrimónios da Humanidade do distrito (Convento de Cristo, Mosteiros da Batalha e de Alcobaça) terão, em 2018, obras de conservação. Luís Castro Mendes informou que existe uma linha própria para as obras de conservação dos monumentos do centro do país.

| “A cultura é um instrumento de qualificação dos territórios e dos cidadãos, seja na vertente identitária, seja na vertente económica”

Na linha de desenvolvimento de um programa nacional de investimento em recuperação patrimonial, o parlamentar do PS recordou que está em curso uma ação destinada a dotar a Fortaleza de Peniche do 15.º museu nacional. Segundo o deputado, trata-se “de um projeto catalisador para a região, assente na consagração da luta pela liberdade e pela democracia enquanto espaço museológico, num investimento global de 3,5 milhões de euros”.

Por isso, António Sales interrogou o ministro sobre qual o desenvolvimento esperado para o próximo ano no que diz respeito a este projeto. O ministro da tutela explicou que as verbas para a Fortaleza de Peniche não vêm no Orçamento do Estado para 2018, mas sim de fundos comunitários que serão mobilizados em três anos.

.

.

.Cister fm

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Delegado Regional da DGESTE escutou preocupações do Município no Conselho Municipal da Educação

No dia em que se celebraram os 749 anos da realização da 1ª aula pública em Portugal, real…