Página Inicial Notícias Política Marcha Contra o Gás dia 26 de janeiro na Bajouca

Marcha Contra o Gás dia 26 de janeiro na Bajouca

A Junta de Freguesia da Bajouca promove, dia 26 de janeiro, às 14:30, uma Marcha Contra o Gás, uma iniciativa em que se pretende uma vez mais manifestar a oposição clara e determinada da população e forças vivas da região à realização de atividades de prospeção ou exploração de hidrocarbonetos naquela freguesia.

Nesse sentido, a Junta de Freguesia apela à participação, não apenas da população da freguesia da Bajouca, mas também das localidades vizinhas, perante uma ameaça que não está circunscrita ao seu território, mas que é muito mais abrangente.

A Marcha terá como ponto de partida a Junta de Freguesia, num percurso que deverá passar pelo local onde a empresa Australis pretende efetuar trabalhos de prospeção.

Recorde-se que esta ação faz parte de um conjunto de iniciativas que a Junta de Freguesia da Bajouca está a desenvolver no sentido de lutar contra a prospeção e exploração de Gás e que, além da Junta e da população da Bajouca, tem também a oposição de várias juntas de freguesia do concelho, da Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Leiria, além de diversas associações locais e regionais.

Além deste protesto, a junta de Freguesia tem a correr um abaixo-assinado, estando também em curso uma campanha de colocação de lonas junto às habitações com inscrições de apoio a esta causa com o mote “Amo a Bajouca. Sou contra a exploração de gás natural”, apresentada publicamente numa sessão extraordinária da Assembleia de Freguesia, que decorreu dia 23 de novembro nesta freguesia, com a participação de cerca de 400 pessoas.

Para o presidente da Junta de Freguesia da Bajouca a participação de todos é essencial: “Temos de mostrar de uma forma inequívoca que estamos unidos nesta causa. Por isso, a participação de todos é fundamental”, diz Pedro Pedrosa, convidando os participantes que poderão vir munidos de cartazes com frases que expressem por que razão não querem esta atividade.

O presidente da Junta de Freguesia da Bajouca afirma que esta é uma manifestação “pacífica”, realçando que “a marcha do nosso povo será determinada, de modo a levar a nossa causa a bom porto, ou seja, garantir que não haverá nem prospeção nem exploração de gás nesta região.”  

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Demissão nos Bombeiros de Pataias

Na sequência das demissões do comandante Nélio Gomes e do 2º comandante Micael Pereira do …