Página Inicial Notícias Política CRIADA A ASSOCIAÇÃO DAS CIDADES E VILAS CERÂMICAS PORTUGUESAS

CRIADA A ASSOCIAÇÃO DAS CIDADES E VILAS CERÂMICAS PORTUGUESAS

Na passada terça-feira, dia 17 de Abril, foi constituída por escritura pública lavrada na Palácio Nacional de Mafra, a Associação Portuguesa das Cidades e Vilas Cerâmicas (AptCC) com o objetivo primeiro da defesa, valorização e divulgação do património cultural e histórico cerâmico, bem como a promoção da criação artística e a difusão da cerâmica tradicional e contemporânea, para além do desenvolvimento de uma política de divulgação e de comercialização da oferta cerâmica nos diversos centros de produção em território nacional e no estrangeiro.

 

A Associação reúne à partida os municípios de Alcobaça, Aveiro, Barcelos, Batalha, Caldas da Rainha, Ílhavo, Mafra, Montemor-o-Novo, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Tondela, Viana do Alentejo, Viana do Castelo e Vila Nova de Poiares, concelhos portugueses que cobrem quase todo o país e que totalizam mais de 600 mil habitantes e englobam os principais centros cerâmicos. De qualquer forma, está nos horizontes da Associação alargar-se mais tarde a todos os municípios portugueses que, de alguma forma estejam ligados à tradição cerâmica, bem como hoje tenham uma visibilidade ou produção cerâmica de raízes endógenas ou inovadoras e que se distingam a nível internacional nesta atividade.

 

O Presidente da Câmara Municipal de Mafra, Eng. Helder de Sousa Silva, depois de explicar a escolha do Palácio Nacional de Mafra para acolher o ato, lembrando que o mesmo “está secularmente relacionado com a cerâmica mafrense, a qual remonta a tempos imemoriais, evidente em achados arqueológicos e documentos históricos, e que, ainda hoje, assume uma dupla expressão utilitária e simbólica”, pelo que era natural ali ocorrer “a primeira iniciativa estratégica, vinda do próprio território, para preservar, promover e divulgar a tradição e a inovação cerâmicas.”

 

Reconheceu igualmente que a participação no ato “de representantes do Agrupamento Europeu de Cidades Cerâmicas, constitui para nós uma expressão de reconhecimento, que muito nos apraz registar”. Ora, simultaneamente com a realização da escritura em Mafra, realizou-se naquela cidade também a Assembleia do Agrupamento Territorial Europeu das Cidades Cerâmicas, que congrega mais de uma centena de cidades cerâmicas do espaço europeu, de Itália, França, Espanha, Roménia, Alemanha, República Checa e doravante de Portugal. Recorde-se, como lembrou o autarca de Mafra, este agrupamento europeu é uma “estrutura com peso institucional junto da Comissão e do Parlamento Europeu e que está a preparar projetos patrocinados por organizações internacionais”, que constituem novos desafios que se colocam à novel associação portuguesa.

 

Associação Portuguesa de Cidades e Vilas Cerâmicas (constituida no dia 17 de abril de 2018 em Mafra) acrescentou que “não obstante as novas conjunturas geradas pelos processos de globalização, a ambição maior é afirmar a identidade da cerâmica portuguesa” com o projeto que agora toma forma. Os catorze municípios estavam representados ao mais alto nível, pela quase totalidade dos presidentes das respetivas câmaras bem como por alguns vereadores especialmente mandatados. Seguiu-se a inauguração de uma exposição “Cerâmica Portuguesa”, que ficou patente na Sala Galilé do Palácio Nacional de Mafra até ao dia 7 de Maio, onde estão representados todos os municípios da Associação, com obras significativas da produção cerâmica tradicional ou contemporânea, industrial ou artesanal, histórica ou de produção criativa, que dá uma imagem do significado cultural que este suporte tem no nosso país.

Todos os municípios representados nos órgãos da Associação
Durante a tarde realizou-se a primeira assembleia geral da AptCC tendo sido eleitos, para mandatos de dois anos, os seguintes municípios: Mesa da Assembleia Geral: Presidente: Aveiro; Vice-Presidente: Redondo; Secretário: Vila Nova de Poiares Direção: Presidente: Mafra; Vice-Presidente: Caldas da Rainha; Secretário: Reguengos de Monsaraz; Tesoureiro: Barcelos; Vogal: Tondela Conselho Fiscal: Presidente: Viana do Alentejo; Vice-Presidente: Alcobaça; Vogal: Ílhavo. Conselho Consultivo: Batalha, Montemor-o-Novo e Viana do Castelo.

Foi igualmente indigitado para Diretor Executivo da Associação o especialista José Luiz de Almeida Silva, que esteve ligado à anterior iniciativa em Portugal das rotas de cerâmica, e que foi escolhido no ano passado para Embaixador Cultural da Cerâmica da Academia Internacional de Cerâmica, sediada em Genève (Suíça) e que é uma estrutura associada da UNESCO

Assinatura da escritura da Associação Portuguesa das Cidades e Vilas Cerâmicas

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Carlos Barbosa homenageado em Porto de Mós

Decorreu ontem, dia 14 de outubro, a Homenagem a Carlos Barbosa, Presidente do Automóvel C…