Página Inicial Notícias Política Cidades Europeias querem devolver o espaço público aos cidadãos

Cidades Europeias querem devolver o espaço público aos cidadãos

Representantes dos municípios de Bielefeld (Alemanha), Valga (Estónia), Serres (Grécia), Badalona (Espanha), Guía de Isora (Espanha), Turku (Finlândia), Saint-Germain-en-Laye (França), Panevezys (Lituânia) e Arad (Roménia) reuniram, durante três dias, na Nazaré, para discutir as melhores políticas urbanas para melhorar a vida dos cidadãos.

O encontro deu-se no âmbito do projeto europeu URBACT (Space4People), um programa da Comissão Europeia “destinado a melhorar as condições de vida das pessoas” que vivem em vilas e cidades, explica Olaf Lewald, líder do projeto.

10 cidade integram este projeto, entre as quais a vila da Nazaré. “O projeto é sobre espaço e pessoas. A intenção é devolver o espaço público das nossas cidades aos cidadãos ao contrário do que aconteceu nos anos 60 e 70, décadas em que as cidades foram construídas a pensar nos carros”.

A implementação das medidas defendidas pelo programa financiado pela Comissão Europeia será feita em diálogo com os habitantes das cidades em transformação.

“Trabalhamos diretamente com as pessoas nas suas cidades. Queremos fazer tudo em diálogo com a sociedade civil pois o intuito é devolvermos o espaço público ao usufruto pelas pessoas, tornar os centros aprazíveis e atrativos, e retirar os carros”.

O responsável europeu do URBACT, Emmanuel Moulin, fala na importância “do trabalho conjunto da equipa de municípios que compõem este projeto para implementar as medidas de futuro”.

“É uma medida prática e, ao mesmo tempo, cultural”, diz o responsável pelo programa europeu de aprendizagem e troca de experiências na promoção do desenvolvimento urbano sustentável.

Emmanuel Moulin recorda que o encontro da Nazaré serviu para “trocar ideias e experiências dos bons exemplos para encontrar modelos aplicáveis”.

“Este projeto poderá ser um meio para envolver as pessoas no objetivo e é, sobretudo, uma grande oportunidade para avançar”.

Este Programa visa promover e financiar a constituição de redes de cidades que trabalhem no desenvolvimento de soluções comuns para os desafios urbanos contemporâneos, reafirmando a sua posição chave face à complexidade crescente das mudanças societárias.

O URBACT apoia as vilas e cidades no desenvolvimento de soluções pragmáticas, inovadoras e sustentáveis que integrem igualmente as dimensões económica, social e ambiental. Neste âmbito, é promovida a partilha de boas práticas entre todos os profissionais envolvidos nas políticas urbanas através da Europa.

Cofinanciado pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), este Programa Operacional (PO) já se encontra em execução, tendo a primeira fase decorrido entre 2001 e 2007, através do PO URBACT I; e a segunda no período 2007-2013, no âmbito do URBACT II.

O PO URBACT III, que dá sequência aos anteriores, foi formalmente apresentado em março de 2015 para vigorar no período 2014-2020.

A rede Space4People do URBACT pretende melhorar a quantidade e qualidade de espaços públicos atrativos nas áreas urbanas, através do uso principal do espaço público – a mobilidade – em três aspetos: melhorar a experiência do utilizador e adicionar espaço às redes pedonais e aos locais semipedonalizados, transformar os centros intermodais em centros urbanos de uso misto e reduzir e otimizar o estacionamento em espaço público. O Space4People utiliza uma abordagem centrada no utilizador, avaliando e criando o uso futuro e o design do espaço público.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Parlamento chumbou projecto do Bloco que propõe o cancelamento dos contratos de Prospeção e Produção de petróleo e gás na Região de Leiria

O Projecto Resolução recomendava ao Governo, concretamente: “desencadear as ações ne…