Página Inicial Notícias Política As autarquias de Alcobaça e Nazaré apresentaram esta terça-feira o projeto de mobilidade suave do Rio Alcoa.

As autarquias de Alcobaça e Nazaré apresentaram esta terça-feira o projeto de mobilidade suave do Rio Alcoa.

Ver Video

https://www.facebook.com/paulo.inacio.presidente.municipio.alcobaca/videos/1366375603558164/

Trata-se de um percurso pedonável e ciclável com uma extensão de 14 quilómetros, vocacionado para promover a descarbonização da mobilidade entre as duas sedes de concelho.

A apresentação, que decorreu nas Termas da Piedade, contou também com a presença do Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Carlos Soares Miguel, da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno, assim como representantes da Direção Regional de Agricultura, Agência Portuguesa do Ambiente, Docapesca, Associação de Regantes da Cela, entre outros organismos.

Igualmente presente esteve o autor do projeto, Luís Pereira, cujo trabalho foi iniciado há cerca de dois anos com o levantamento do terreno e definição do percurso.

De acordo com o arquiteto, o projeto da mobilidade suave insere-se num território “carregado de história” e apesar da extensão do rio Alcoa ser de 17 quilómetros entre Alcobaça e a foz, a sul do Porto de Abrigo da Nazaré, o percurso agora apresentado terá 14 quilómetros, onde se incluem 11 travessias sobre o rio Alcoa.

O facto do curso do rio Alcoa ter sido, ao longo dos séculos, várias vezes alterado, “aumenta ainda mais a nossa responsabilidade”, defendeu Luís Pereira, adiantando que para além da vertente paisagística, este projeto tem também vertentes de “geotecnia, geologia e outras, daí a necessidade de intervirem várias entidades” que terão de ser chamadas a emitir pareceres sobre este projeto.

Em termos de obra, o Luís Pereira acredita que é possível conclui-la no espaço de um ano, apesar de se estar ainda numa fase de conclusão do projeto. O mesmo tem até outubro para se candidatar aos fundos comunitários. Aliás, o prazo para lançar uma candidatura, através da CCDR do Centro, terminou a 30 de junho, mas as autarquias de Alcobaça e Nazaré conseguiram que Isabel Damasceno aceitasse prolongar o prazo até ao início do outono, tendo sido utilizado o argumento de que a pandemia da Covid-19 provocou atrasos irrecuperáveis no lançamento da candidatura conjunta.

A antiga autarca de Leiria e atual presidente da CCDR desde janeiro último deixou dois reparos a um projeto que confessou ter, pessoalmente, gostado: é vital que se fundamente as questões da mobilidade na candidatura, uma vez que é essa a componente candidatável do projeto, assim como a obtenção de todos os pareceres positivos necessários para se poder avançar com o projeto.

Carlos Miguel, Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, confessou que, pela experiência enquanto ex-autarca de Torres Vedras, um projeto desta natureza dificilmente será barato, apesar de nem Paulo Inácio nem Walter Chicharro, presentes dos executivos de Alcobaça e Nazaré, respetivamente, terem adiantado um valor concreto do projeto da mobilidade suave do rio Alcoa.

No entanto, o governante sublinhou que é, infelizmente, raro ver no país projetos comuns entre dois municípios, como é este o caso, dando os parabéns aos respetivos autarcas, quer pela sintonia, quer pelo projeto apresentado.

Agora, é uma questão de se esperar até outubro para sabermos que a mobilidade suave do rio Alcoa terá ou não o apoio dos fundos comunitários, sendo certo que dificilmente Alcobaça e Nazaré queiram avançar sem essa comparticipação europeia, tendo em conta os esforços financeiros que ambos os municípios estão a fazer no combate aos impactos sociais e económicos trazidos pela pandemia.

Pedro Nuno.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Comunicado do Conselho de Ministros de 13 de agosto de 2020

1. O Conselho de Ministros aprovou hoje a resolução que prorroga a declaração da situação …