PINHEIROS-BRAVOS PLANTADOS PARA RECORDAR O 5º CENTENÁRIO DA CIRCUM-NAVEGAÇÃO POR FERNÃO DE MAGALHÃES

Terminou no dia 12 de novembro, o projeto “500 Magalhães”, com o descerramento da placa evocativa da plantação de 500 pinheiros-bravos, no Talhão 289 do Pinhal do Rei, pelo presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Aurélio Ferreira; pelo presidente da Estrutura de Missão para as Comemorações do 5.º Centenário da Circum-Navegação, José Marques; pela diretora-regional do ICNF, Fátima Araújo Reis; e pelo presidente da Associação Agir pelo Planeta, Manuel Reis.


Ao longo desta semana, 500 jovens provenientes de diversas escolas da região centro e da Marinha Grande, plantaram um total de 500 pinheiros na Mata Nacional de Leiria e refletiram sobre os desafios para a sustentabilidade ambiental. Cada árvore plantada por um jovem voluntário simboliza um ano desde o começo da expedição marítima liderada por Fernão de Magalhães, em alusão à importância que a Mata Nacional de Leiria deteve para a construção das naus na época dos descobrimentos.


Esta iniciativa contribui, igualmente, para o reconhecimento da floresta como um fabuloso ativo nacional em termos ambientais, económicos, sociais e culturais. Este ativo enfrenta o grande desafio das alterações climáticas e colapso da biodiversidade, cuja tendência é o agravamento dos riscos já existentes – incêndios, pragas, eventos climatéricos extremos, desertificação dos solos – associados aos problemas estruturais da floresta numa parte considerável do território.


Tratou-se de uma iniciativa do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, enquadrada na Programação Oficial das Comemorações, da Estrutura de Missão do V Centenário, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a Marinha Portuguesa, a Câmara Municipal da Marinha Grande e a Associação Agir Pelo Planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Copyright©Cister.fm