Página Inicial Notícias Desporto Pedro Lopes no Campeonato da Europa

Pedro Lopes no Campeonato da Europa

 

Pedro Lopes, atleta do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola, a representar a Selecção Nacional de juniores, ficou em 39º lugar na prova de Contra-Relógio no Campeonato da Europa de Estrada, que foi disputada no passado dia 2 em Herning, na Dinamarca.

Pedro Lopes concluiu a extensa prova de 31,5 km prova em 43m:13s:87, ficando no 39º lugar, enquanto Pedro Miguel, da Seissa, ficou em 35º lugar. Em declarações ao site da Federação Portuguesa de Ciclismo Pedro Lopes disse “foi uma prova muito longa e ainda por cima com vento forte. Estive sempre muito concentrado para perceber em que momento devia aplicar-me mais, de modo a dosear as forças”, referiu o atleta Pedro José Lopes.

No Campeonato Europeu de Estrada disputado dois dias depois, também em Herning,Pedro Lopes, ficou em 51º lugar numa dura prova que pôs em disputa 152 corredores de 36 nacionalidades e que foi ganha pelo italiano Michele Gazzoli que levou 2h:41m:22s para percorrer os 120,6 km, feitos à média de 44,8km/h.

A prova foi disputada a alta velocidade exigindo dos corredores muita força e grande destreza, numa prova em que se registaram muitas das quedas que afectaram também os corredores lusos e a vitória e ser discutida ao sprint.

Cadetes dominam na Silveira

Dominaram a prova da Silveira na passada Segunda-Feira, os Cadetes do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola que alcançaram os três primeiros lugares na classificação individual e ainda o 1º lugar na classificação por equipas.

Daniel Fortes foi o mais rápido a percorrer as onze voltas ao circuito, totalizando 53 quilómetros que fez com o tempo de 01h:26m:19s, com a média 36,14 km/h. Em 2º lugar ficou Henrique Fróis com o mesmo tempo seguindo-se Julian Espinoza com pouco mais de um minuto, ficando na 3ª posição e em 5º lugar ficou Gabriel Casal.

Os restantes elementos da equipa ficaram Rodrigo Fonseca em 12º lugar, José Madeira na 18ª posição, Carlos Fernandes ficou um lugar abaixo em 19º lugar e Daniel Prata ficou no 31º lugar. Os corredores orientados por Aurélio Sardinha conquistaram ainda as seis metas volantes e Henrique Fróis conquistou ainda o troféu para o vencedor do maior número de Voltas.

Alinharam à partida 52 corredores em representação de seis equipas, numa prova que começou com um ritmo muito rápido, com Daniel Fortes a comandar a frente da corrida de onde se destacou para uma fuga que durou até ao final da prova, sendo seguido por Henrique Fróis. Enquanto os dois fugitivos se destacavam no pelotão o resto da equipa controlava os rivais pondo em prática e táctica planeada que surtiu pleno efeito. Apesar do desgaste dos três dias de competição da Volta a Portugal de Cadetes a formação alcobacense mostrou-se forte e averbou mais um bom resultado.

A júnior feminina, Diana Fortes, que correu em conjunto com os cadetes, viria a ficar em 2º lugar na classificação feminina levando 1h:34m:58s para percorrer os 53 quilómetros desta prova realizada na terra de Joaquim Agostinho.

No mesmo dia, realizou-se uma prova para o escalão de Juniores, com um percurso de 63 quilómetros feitos em 20 voltas. Pedro Lopes, acabado de regressar da Dinamarca, onde esteve ao serviço da Selecção Nacional ficou em 6º lugar, levando 1h:40m:47s para completar o trajecto, enquanto Rodrigo Pinheiro ficou em 14º lugar e Bernardo Santos foi 15º, Carlos Rosa ficou em 21º lugar e Gonçalo Aranha foi 23º na classificação geral.

Na classificação por equipas a formação alcobacense ocupou o 4º lugar entre as sete equipas que estiveram presentes.

Alcobaça em 3º lugar na Volta de Cadetes

O 3º lugar na classificação por equipas foi a posição do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola na 10ª Volta a Portugal de Cadetes, que se realizou nos dias 5, 6 e 7 de Agosto disputada por 140 corredores em representação de 20 equipas, três das quais espanholas.

Julian Espinoza, depois de uma dura luta, ficou em 4º lugar na classificação geral, enquanto Henrique Fróis ficou em 11º lugar, Daniel Fortes foi 29º, Rodrigo Fonseca foi 68º, José Madeira 76º, Carlos Fernandes 77º e Daniel Prata foi 89º. Menos sorte teve Gabriel Casal que logo na partida da última etapa foi envolvido numa queda e por ordem do médico foi enviado para o hospital de S. João, no Porto.

A etapa inaugural contou com um percurso de 78,2 km traçado na zona da Figueira da Foz onde começou e terminou, foi disputada a ritmos muito altos a rondar a média de 40 Km/h, especialmente na primeira hora da corrida com os atletas a responderem ao desafio dos espanhóis que traziam ritmos de corrida muito altos.

A vitória foi disputada ao sprint e no podium da etapa além de Juan Ayuso Pesquera, da Ginestar, que ganhou três das camisolas, esteve apenas Daniel Fortes, que arrebatou a camisola da Montanha. Na segunda etapa com um percurso de 70,8 km disputados entre a freguesia de Ferreiros e a Cúria no concelho da Anadia, os ritmos voltaram a ser muito altos com a formação alcobacense a resistir ao domínio espanhol, com a vitória a ser de novo discutida ao sprint e um grupo de 34 atletas a terminarem com o mesmo tempo.

No podium da segunda etapa voltou a estar apenas de Juan Ayuso Pesquera, que ganhou as mesmas três camisolas e a camisola da montanha mudou de mãos mas permaneceu na equipa de Alcobaça, sendo conquistada por Julian Espinoza. Tudo ficava em aberta para a derradeira etapa com um percurso de 63,4 quilómetros entre a Praça do Municipio, em Gondomar e o alto de Monte Crasto, com uma elevação de 194 metros, com os últimos 700 metros de forte inclinação e um piso de paralelos.

A estratégia planeada por Aurélio Sardinha para a equipa de Alcobaça parecia estar a surtir efeito, quando a cerca de 40 quilómetros de corrida se deu um erro de percurso que forcou uma paragem da prova. O esforço feito no controlo da corrida perdeu-se, muitos atletas que estavam esgotados recuperaram energias, os atrasados recolocaram-se e tudo passou a ser diferente. A formação alcobacense tinha perdido um elemento logo à partida com a queda de Gabriel Casal.

Com a paragem a estratégia que estava a ser seguida perdeu-se. Julian Espinoza continuava a manifestar-se um duro lutador e apenas foi vencido nos últimos 30 metros, onde a dureza da inclinação muito próxima dos 30º foi pavorosa, com muitos atletas a não resistirem, alguns caíram outros prosseguiram a pé e muita gente a saltar as baias para ajudar os seus favoritos mas prejudicando outros que estavam na mesma luta. Fruto destes erros de organização toda a classificação se alterou.

O espanhol que dominou a corrida caiu para 7º lugar e a formação alcobacense perdeu a camisola da montanha, mas ficou com o 4º lugar de Julian Espinoza e o 3º lugar na classificação por equipas.

Escolas ficam em 2º lugar na Chamboeira

O 2º lugar na classificação por equipas foi alcançado pelo Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola no 4º Prémio Eugénio dos Santos, que teve lugar na Chamboeira, concelho de Cascais no passado sábado. A formação alcobacense esteve representada por nove atletas, sendo três benjamins, três infantis e três juvenis num encontro em que 87 atletas em representação de 11 equipas.

No escalão de benjamins femininos Madalena Santos ficou na 1ª posição depois de ter concluído as duas mangas da prova de destreza com o melhor tempo enquanto Matilde Ferreira ficou na 3ª posição e Madalena Ferreira ficou no 4º lugar.

No escalão de infantis, Tiago Santos concluiu mais esta prova em 1º lugar, ele que completou a prova de destreza com o melhor tempo, e foi também o mais rápido na prova em linha de 4.800 metros que concluiu em 19m:24s com a média de 29,69 km/h. Amílcar Madeira ficou em 3º lugar e Jorge Rosa ficou em 4º lugar.

Os 36 juvenis tinham pela frente um circuito de cinco voltas e um total de doze quilómetros e tudo parecia correr de feição aos atletas de Alcobaça, que controlaram a corrida sem se exporem demasiado, e preparavam-se para o ataque no sprint final quando na última volta foram induzidos em erro pelos comissários que não deram o habitual toque de sineta nem alteraram o placard com o número de voltas.

Os atletas pensavam que estavam a entrar na última volta quando a prova já terminado. Desta forma Diogo Sousinha terminou a prova em 2º lugar levando 30m:28s a fazer a prova enquanto Rodrigo Damião ficou na 4ª posição e Gonçalo Fino ficou no 21º lugar.

.

.

.Cister fm

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Desporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

7º Passeio de BTT e 4º Passeio Pedestre dos Bombeiros Voluntários de São Martinho do Porto

  22 de Outubro de 2017 Mais informações e inscrições em: www.bvsmp.pt …