Página Inicial Notícias Desporto Guilherme Mota foi 15º na Taça das Nações

Guilherme Mota foi 15º na Taça das Nações

 

O vencedor da camisola da montanha no Tour do Pays de Vaud, uma prova da Taça das Nações, foi o ciclista Guilherme Mota, do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola, que foi o melhor corredor Português nesta competição internacional, ficando no 15º lugar da classificação geral. A prova de 326,5 quilómetros, distribuídos por quatro etapas, uma das quais com dois sectores, decorreu na Suíça entre quinta-feira e domingo, e foi disputada por 120 jovens promessas do ciclismo internacional em representação de 20 países, entre as quais a Selecção de Juniores de Portugal.

Guilherme Mota, vencedor da Taça de Portugal de Juniores de 2018, Campeão Nacional de Fundo de 2017, começou de forma azarada nesta competição internacional ao sofrer um furo logo aos 250 metros de corrida da 1ª etapa, um contra-relógio por equipas, de que resultou prejuízo para o próprio e para a equipa que viu todo o seu trabalho colectivo desorganizado. Porém, na segunda etapa, uma prova em linha de 119,6 quilómetros, que ligaram Missy a Bioley-Magnoux, Guilherme Mota fez uma excelente recuperação, ficou em 10º lugar da geral e conquistou a camisola da montanha, que não mais viria a largar.

Na terceira etapa de 78,7 quilómetros, entre Cully e Savigny, com três prémios de montanha Guilherme Mota voltou a manter a camisola da Montanha e fez o 40º lugar na classificação geral. Na parte da tarde, foi disputado um contra-relógio individual de 10,2 quilómetros, em Savigny, em que Guilherme Mota foi o 19º classificado e na quinta e última etapa 112,9 quilómetros, entre Cossonay a Tartegrin, marcada pelo mau tempo e pela alta velocidade, com média de 42,3 km/h, o corredor do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola ao serviço da Selecção Nacional ficou em 36º lugar, mas averbando os pontos necessários para ficar em 15º lugar da classificação geral final e subiu ao podium para vestir a camisola de rei dos trepadores.

Cadetes de Alcobaça em 4º lugar na Taça de Portugal

O 4º lugar na classificação por equipas foi alcançado pelo Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola no final da Taça de Portugal de Cadetes que foi disputada numa jornada dupla, no sábado e domingo na Anadia.

A equipa orientada por Aurélio Sardinha constituída por apenas cinco corredores, onde apenas um já fez os 15 anos, apresentava-se nesta competição apenas com atletas de primeiro ano sem experiência e logo sem ambições, mas determinada a dar o seu melhor, numa luta em que estavam 136 jovens corredores em representação de vinte e duas equipas.

No sábado foi disputado um contra-relógio individual de 14 quilómetros com resultados animadores, e com um dos atletas a enganar-se no percurso o que lhe causou algum atraso enquanto no domingo estes corredores tiveram pela frente uma prova em linha de 68,8 quilómetros, que os atletas disputaram à média de 37.125 Km/h, com o vencedor a levar 1h:49m:54s para percorrer todo o percurso. O pelotão rolou de forma quase compacta ao longo de toda a corrida e as três contagens de montanha proporcionaram momentos fugazes de animação com as decisões finais a ficarem reservadas para o sprint final. Feitas as contas e somados os pontos a formação alcobacense coloca três atletas no lote dos trinta melhores classificados, com Diogo Sousinha em 23º lugar, Rodrigo Paiva na 24ª posição, e André Cruz em 26º lugar enquanto Tiago Clemente ficou em 31º lugar e apenas Duarte Martinho não resistiu à dureza da etapa acabando por desistir, numa prova em que se registaram 42 desistências. As pontuações individuais permitiram ao Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola ficar no 4º lugar na classificação por equipas.

Bttistas do ACC estrearam-se em Alcobaça

Estreou-se em Alcobaça a recém criada secção de BTT do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola que no passado domingo participou na Maratona de Cister que teve partida e chegada em frente ao Mosteiro de Alcobaça. Os oito atletas inscritos repartiram-se pela prova de maratona de 70 quilómetros e pela meia maratona de 40 quilómetros, cujo percurso foi traçado por estradas e caminhos da região com a dureza necessária para uma prova que integra o Troféu do Oeste.

Quanto a classificações Luis Alves ficou em 31º lugar em veteranos B, levando 3h29m21s para percorrer os 70 quilómetros da prova e Luis Gil ficou em 10º lugar no escalão de Veteranos C, levando 4h47m17s a percorrer o mesmo percurso.

Na meia maratona, no escalão de Veteranos A, Alexandre Souto ficou em 54º lugar e Norberto Silva ficou na posição 72ª, enquanto no escalão de Veteranos B, Luís Marques ficou em 34º lugar e Luís Borges ficou na posição 40ª no escalão e Carlos Delgado foi 16º em Veteranos C. No escalão de Sub23/Elites João Paulo Ribeiro ficou em 16º lugar no escalão levando 2h07m38s.

A prova organizada pela Associação Alcobacense de Cultura e Desporto em parceria com a equipa de BTT Roodinhas, da Benedita, contou com 500 atletas inscritos, de vários escalões que se repartiram pelos percursos de meia maratona e maratona trazendo grande animação desportiva à cidade de Alcobaça, num evento que terminou com nota muito positiva por parte dos participantes.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Desporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Catarina Midyana vence em casa

Realizou-se nos dias 12 e 13 de Outubro no Clube de Ténis de Alcobaça, o torneio Os Caloir…