Página Inicial Notícias Desporto Cadetes com duas vitórias seguidas, Juniores em 9º lugar

Cadetes com duas vitórias seguidas, Juniores em 9º lugar

 

Fim-de-semana com duas vitórias seguidas na classificação por equipas marcam a prestação dos Cadetes do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola que neste sábado venceram o Circuito da Póvoa da Galega, no concelho de Mafra e no Domingo voltaram ao mesmo concelho para vencer o Troféu Túlio Pereira, do Milharado.

Na prova da Póvoa da Galega, disputada neste sábado dia 25 de agosto, os corredores do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola, alinharam para uma prova de 52 quilómetros feitos num circuito de oito voltas em que Diogo Sousinha ficou no 4º lugar, enquanto Rodrigo Paiva foi 5º classificado, André Cruz ficou na 6ª posição, Tiago Clemente em 8º lugar, todos no lote dos dez melhores, e apenas Duarte Martinho ficou no 29º lugar da classificação, entre os 41 corredores presentes. Na classificação por equipas o Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola ficou em 1º lugar.

No domingo, os cadetes foram à Malveira para disputar o Prémio Túlio Pereira, uma prova de 33,4 quilómetros em que a vitória coube a Rodrigo Paiva, do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola, enquanto Diogo Sousinha ficou na 5ª posição, André Cruz foi 16º e Duarte Martinho foi 29º classificado, numa prova disputada por 35 corredores em que a média do vencedor foi 43,097 Km/h.

No passado dia 28, no Turcifal, Diogo Sousinha ficou no 4º lugar, Rodrigo Paiva ficou na 5ª posição, Tiago Clemente foi 13º, André Cruz ficou no 15º lugar e Duarte Martinho foi 33º numa prova de 35 quilómetros feitos à média de 36,1 km/h numa competição com quarenta jovens corredores.

O Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola sagrou-se vencedor na classificação por equipas em metade das provas já disputadas na presente época, destacando-se que a equipa é formada na totalidade por corredores de 1º ano.

Alcobaça terminou Volta de Juniores em 9º lugar

O 9º lugar na classificação por equipas foi a posição com que o Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola terminou a sua participação na 13ª Volta a Portugal de Juniores que decorreu de 23 a 25 de Agosto na zona da Serra da Estrela, numa prova rainha constituída por cinco etapas feitas em quatro dias com um total de 312,8 quilómetros percorridos.

Numa prova muito competitiva, em que cada uma das etapas foi vencida por um corredor diferente Guilherme Mota, foi o melhor classificado da formação alcobacense, que andou com a camisola amarela de líder nas duas ultimas etapas, concluiu a sua prestação na 6ª posição da classificação geral individual, com mais 1m:23s que o vencedor da Volta o espanhol Ivan Cobo, da equipa Aseguras/Produque.

Guilherme Mota, venceu a 3ª etapa, um contra-relógio individual de 15,9 quilómetros que percorreu no tempo-canhão de 22m:41s, sendo o único corredor a cumprir o percurso em menos de 23 minutos, alcançando a camisola amarela de líder da classificação. Na etapa seguinte ficou no 4º lugar mas manteve a camisola amarela que viria a perder na última etapa de 113,5 quilómetros entre Penamacor e Manteigas com o ponto decisivo na viragem da tabela classificativa a dar-se na subida de primeira categoria para o Poço do Inferno, a 1080 metros de altitude, em pleno coração da Serra da Estrela, com o prémio de montanha colocado a 9,6 quilómetros da meta em que o corredor alcobacense se viu ultrapassado e relegado para o 6º lugar com que terminou.

Na 2ª etapa de 116,9 quilómetros, entre Belmonte e o Fundão, Julian Espinoza teve uma excelente prestação e alcançou o 3º lugar na classificação na etapa e na tirada final sofreu um furo e não foi possível prestar-lhe assistência, pelo que recebeu uma roda emprestada de uma equipa adversária mas teve que ser ele a fazer o trabalho de mecânico e mudar a roda o que lhe causou enorme perda de tempo. Na classificação final nesta 13ª Volta a Portugal de Juniores, Guilherme Mota ficou na 6ª posição, Rodrigo Fonseca ficou em 52º lugar, Julian Espinoza foi 66º, Miguel Correia foi 77º, e Daniel Fortes ficou no 80º lugar. Carlos Fernandes, desistiu na segunda etapa e Gabriel Casal depois do duro trabalho de ajudar Guilherme Mota não resistiu e desistiu na última etapa.

A primeira etapa, foi um contra-relógio por equipas de 7,3 quilómetros entre Tortosendo e a Covilhã, enquanto a segunda etapa disputada na sexta-feira, uniu Belmonte ao Fundão com um percurso de 116,9 quilómetros. No sábado dia 25 de Agosto, foi disputado um contra-relógio individual no Sabugal e na parte da tarde teve lugar uma prova em linha de 59,2 quilómetros, entre Sabugal e Almeida. A derradeira etapa foi disputada no domingo, com uma etapa de 113,5 km entre Penamacor e Manteigas.

Alinharam à partida 165 corredores em representação de 24 equipas, três das quais espanholas e uma Italiana, numa prova com etapas de muita dureza dadas as muitas subidas de grande inclinação e as descidas abruptas que exigiam dos corredores força, destreza e capacidade de sacrifício.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Desporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Agenda Desportiva para o Fim de Semana

Campeonato de PortugalSérie C11ª Jornada17 de Novembro6ª feira20h15MarinhenseFátimaDomingo…