Página Inicial Notícias Cultura e Música “O Tempo e o Medo” em 11 dias, 210 iniciativas, 450 horas de programação e 500 intervenientes

“O Tempo e o Medo” em 11 dias, 210 iniciativas, 450 horas de programação e 500 intervenientes

Decorre de 10 a 20 de Outubro mais uma edição do Festival Literário Internacional de Óbidos – FOLIO 2019. Este ano, “O Tempo e o Medo” dão o mote para os 11 dias de festa da literatura, com mais de 210 iniciativas, envolvendo meio milhar de pessoas, num total de quase 450 horas de programação. 

No capítulo Folio Mais, dedicado à programação das editoras, Óbidos vai receber o presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, que também é poeta e escritor; José Rodrigues dos Santos fará o pré-lançamento do seu novo livro e falará sobre a inteligência artificial e o seu impacto na sociedade; virão ainda outros nomes, como Valter Hugo Mãe, António Iturbe, Rita Redshoes, ou Bárbara Paz, entre muitos outros. 

Uma das novidades para esta edição é a tenda dos editores na Praça de Santa Maria, com a presença de 15 editoras. Para além de livros, o espaço terá um auditório e programação permanente ao longo do festival. 

O FOLIO Autores organiza a sua programação em torno do tema deste ano. O amor, a morte, a religião, a guerra e as alterações climáticas serão alguns dos motes para diálogos com os autores, intermediados por moderadores das áreas do jornalismo e da crítica literária.

São 16 mesas que acontecem às sextas, sábados e domingos. Estão confirmados os autores como: Alexandre Andrade, Joana Bértholo, Dulce Maria Cardoso, Hélia Correia, José Gil, Lídia Jorge, Nuno Júdice, Rui Cardoso Martins, Ricardo Araújo Pereira, Rui Pedro Tendinha, Patrícia Reis, Valério Romão (Portugal); Ralf Rothmann (Alemanha); José Eduardo Agualusa, Júlio Almeida, Ondjaki (Angola); Tati Bernardi, Geovani Martins, Paulo Werneck (Brasil); Christoffer Petersen (Dinamarca/Gronelândia); Marina Perezagua (Espanha); John Freeman, Donald Ray Pollock (Estados Unidos da América); Mathias Énard (França); Elena Varvello (Itália); e Arne Dahl (Suécia).

Os espetáculos, no capítulo da Folia, que decorrem na Cerca do Castelo, são garantidos pela Fundação Inatel. A cantora Cristina Branco abre o festival e pelo palco passam, ao longo dos dias, Omniri, Danças Ocultas, Recanto, Diabo na Cruz, Por Terras do Zeca e O Gajo.

No FOLIO Ilustra vai ser entregue o Prémio Nacional de Ilustração, para além de uma programação que visa estreitar o contacto entre criadores e participantes.

No FOLIO Educa vão continuar a debater-se as questões da educação, leitura e literatura, com oficinas, tertúlias, masterclasses e o 5.º Seminário Internacional, que junta centenas de educadores de todo o País. 

Todos os dias, quando as atividades FOLIO terminarem, depois da meia-noite, há programação pela noite dentro no jardim do Espaço Ó, o que pretende incentivar as pessoas que pernoitam em Óbidos a continuar a festa. 

Os curadores desta 5.ª edição FOLIO são: 

·         Folio Autores – Ana Sousa Dias e Pedro Sousa 

·         Folio Mais – José Pinho, Ler Devagar 

·         Folio Educa – Maria José Vitorino, Laredo, Associação Cultural 

·         Folio Ilustra – Mafalda Milhões 

·         Folia – Fundação Inatel e Óbidos Criativa E.M. 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Cultura e Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Companhia S.A.Marionetas Estreia “A Viagem de Sophia de Mello Breyner”

A companhia S.A.Marionetas apresenta a sua nova produção a partir do texto A viagem do liv…