Página Inicial Notícias Cultura e Música Grandes nomes internacionais entram em cena na atual edição do Cistermúsica

Grandes nomes internacionais entram em cena na atual edição do Cistermúsica

9 DE JULHO DE 2019

É o mais internacional dos internacionais quartetos de cordas: Kronos Quartet dá hoje à noite no Mosteiro de Alcobaça o mote para uma série de concertos imperdíveis no festival

E o ponto alto da Programação Principal do Cistermúsica – Festival de Música de Alcobaça acontece já hoje: será às 21h30, mais uma vez no emblemático espaço da Cerca do Mosteiro de Alcobaça, que o Kronos Quartet, “o mais aclamado quarteto de cordas do Mundo”, chega ao festival destinado a fazer história. Este grupo de São Francisco, Califórnia (EUA), que conta com mais de 40 anos e mais de 40 prémios, apresentará ali um repertório improvável apostado em fazer a ponte entre a música erudita contemporânea ao jazz e músicas tradicionais – de Coltrane a Glass passando por Gershwin e The Everly Brothers, entre outros.

Também no próximo dia 11 de julho, às 21h30, teremos oportunidade de ouvir mais um dos grandes destaques internacionais do festival, nomeadamente a pianista sul coreana Young-Choon Park que irá interpretar, desta vez no contexto intimista do Claustro D. Dinis (Claustro do Silêncio) do Mosteiro de Alcobaça, um programa composto por sonatas de Mozart, Beethoven e Chopin. Presença assídua nas principais salas de espetáculos de todo o mundo, a artista repete a sua presença depois, no dia 14 de julho, às 19h00, no Convento das Bernardas – Museu da Marioneta em Lisboa, em mais um concerto integrado na Rota de Cister.

Ainda no plano internacional, a Sala do Capítulo do Mosteiro de Alcobaça acolhe durante o dia NonStop, a 13 de julho, às 18h00, a dupla irlandesa formada por Michelle L. O’Connor e Wolodymyr Smishkewych, que nos irá apresentar um raro programa intitulado “Estrelas e Pedras”, onde se inclui repertório trovadoresco irlandês, britânico, francês, alemão e ibérico. Este concerto viajará depois no dia seguinte, a 14 de julho, às 18h30, até ao Mosteiro de Arouca, inserido igualmente na Rota de Cister, linha programática que promove a circulação cultural em vários territórios com património cisterciense.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Cultura e Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Arqueologia em Portugal: recuperar o passado em 2017

Inaugura no dia 19 de julho de 2019, pelas 16h, no Mosteiro de Alcobaça, a exposição itine…