Página Inicial Notícias Cultura e Música Festivais Cistermúsica e Gravíssimo! nomeados para os Iberian Festival Awards

Festivais Cistermúsica e Gravíssimo! nomeados para os Iberian Festival Awards

Duas das categorias a que concorrem podem ser votadas pelo público até 31 de dezembro

O Cistermúsica – Festival de Música de Alcobaça e o Gravíssimo! – Festival e Academia Internacional de Metais Graves, organizados pela Banda de Alcobaça/Academia de Música de Alcobaça em parceria com o Município de Alcobaça, integram a lista de nomeados para a 4.ª edição dos Iberian Festival Awards, revelada esta semana. Os Iberian Festival Awards visam distinguir os melhores festivais que se realizam em Portugal e Espanha, e inserem-se no Talkfest – 8.º Fórum Internacional dos Festivais de Música, iniciativas promovidas pela Associação Portuguesa de Festivais de Música que decorrem em março próximo, em Vigo e Lisboa, respetivamente.

Os festivais Cistermúsica e Gravíssimo encontram-se nomeados para 3 das 22 categorias a concurso e constituem um caso único no panorama ibérico, pois não existe nenhuma outra entidade, pelo menos fora da lógica dos grandes festivais, com dois festivais incluídos nesta competição, ainda para mais sendo ambos realizados numa cidade média de Portugal: Alcobaça (embora o Cistermúsica apresente uma parte da programação noutros concelhos do país através de redes de cooperação cultural que foi estabelecendo ao longo dos últimos anos).

 

O Cistermúsica procura o reconhecimento em duas frentes: Best Small Festival e Best Cultural Programme. Na primeira categoria, destaca-se como um dos poucos festivais de música clássica a concurso e, dentro deste leque, será porventura o mais ecléctico (não sendo por acaso que o tema da edição de 2018 foi “Música Sem Fronteiras”), uma vez que a programação inclui todo os tipos de agrupamentos, desde recitais até a grandes orquestras sinfónicas passando ainda por grupos vocais e de música de câmara que apresentam, anualmente, obras de todos os períodos da história da música. Também a multidisciplinariedade da sua programação, desenvolvida pela vertentes Júnior e Famílias (dedicada a atividades educativas e didáticas) e OFF (que inclui outros domínios artísticos e géneros musicais para além da música erudita, como foi o caso em 2018 da dança contemporânea, jazz, cinema, teatro inclusivo, entre outros) torna-o um forte candidato à segunda categoria acima referida, que será decidida por um júri.

 

Por sua vez, o Gravíssimo, o único festival e academia de metais graves que se realiza no nosso país e que já é uma referência internacional, procura obter o reconhecimento de Best Academic Festival, categoria na qual se distingue dos demais candidatos por aliar a formação académica à dimensão de festival de música. A votação para as 13 categorias decididas pelo público, entre as quais as referidas Best Small Festival e Best Academic Festival, já estão disponíveis no site do Talkfest e decorrem até 31 de dezembro. Os vencedores serão conhecidos a 13 de Março, numa gala que terá lugar no Teatro Afundación, em Vigo, e na qual os festivais de Alcobaça procuram mais um reconhecimento pelo trabalho de excelência.

 

Note-se que, quer o Cistermúsica, quer o Gravíssimo, têm obtido reconhecimento internacional nos últimos anos, particularmente, com a atribuição do selo EFFE “Remarkable Festival”, pela European Festivals Association em conjunto com a União Europeia, em dois biénios consecutivos (2015-2016 e 2018-2019). Ambos os festivais têm uma forte ligação com o património programando a maioria das suas atividades no Mosteiro de Alcobaça (Património da Humanidade) e entre outros objetivos artísticos está a valorização dos jovens valores nacionais e internacionais. Em 2018, quer o Cistermúsica (26ª edição) quer o Gravíssimo (8ª edição) voltaram a ser objeto das melhores críticas e um sucesso de público com muitos dos seus concertos e outros eventos paralelos esgotados.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Cultura e Música

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Queen “Bohemian Rhapsody” é a canção do século XX mais ouvida nas plataformas digitais

Single e o vídeo de “Bohemian Rhapsody” ultrapassam os 1,6 mil milhões de streams em todo …