Alfeizerão – Identificado por caça ilegal em área de proteção. Descarga ilegal de efluentes pecuários

O Comando Territorial de Leiria, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Caldas da Rainha, no dia 19 de fevereiro, identificou um homem de 44 anos por caça ilegal em área de proteção, na localidade de Alfeizerão, no concelho de Alcobaça.

No decorrer de uma ação de patrulhamento, os militares da Guarda detetaram uma zona de espera ao javali, Sus scrofa, tendo sido verificado um cevadouro, isto é, um local onde se coloca isco para atrair a caça, e uma câmara de vigilância noturna com sistema de infravermelhos, numa área de proteção a menos de 500 metros de uma instalação de criação animal. Após diligências policiais, foi apreendido o seguinte material:

Uma câmara de vigilância de caça de visão noturna infravermelha;

Seis pilhas;

Uma antena;

Um cartão de memória;

Um cartão de telemóvel.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Alcobaça.

O Comando Territorial de Leiria, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Caldas da Rainha, no dia 19 de fevereiro, detetou uma descarga ilegal de efluentes pecuários na localidade de Alfeizerão, no concelho de Alcobaça.

No decorrer de uma ação de patrulhamento, os militares da Guarda detetaram uma descarga de efluentes pecuários proveniente de uma exploração suinícola a escorrer livremente para o solo sem qualquer tipo de mecanismo que assegurasse a sua depuração.

Desta ação resultou a elaboração de um auto de contraordenação ambiental, enviado para a Agência Portuguesa do Ambiente de Lisboa e Vale do Tejo – Administração da Região Hidrográfica Lisboa e Vale do Tejo, punível com uma coima que pode ascender aos 144 000 euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Copyright©Cister.fm