Alcobaça: Gonçalo Madeira recebeu uma das Bolsas de Apoio da Academia do Centro de Frutologia

Se é empreendedor frutícola e ambiciona expandir o seu negócio, pode candidatar-se até julho em www.centrofrutologiacompal.pt/academia. Este ano, serão entregues 5 Bolsas de Instalação Frutícola no valor de 100.000€. 

O Centro de Frutologia Compal ao longo dos últimos 8 anos já formou 84 empreendedores frutícolas e entregou 450.000€ em Bolsas de Instalação Frutícola.

Gonçalo Madeira, jovem de 23 anos da região de Alcobaça e produtor de maçã foi um dos participantes a receber uma Bolsa de apoio à Instalação Agrícola, na Academia de 2020. O seu negócio chama-se Celfruta, um projeto familiar que resulta de uma paixão duradoura com a fruta, em específico, a Maçã de Alcobaça, fruta que este ano é a estrela de um dos sabores da Gama Compal Origens. O jovem preocupa-se com a eficiência energética sustentável, pretende expandir-se na utilização de tecnologia de última geração que permita ter práticas mais sustentáveis e que respeitam a biodiversidade. Será que em 2021 irá alguma Bolsa para o distrito de Leiria? 

Este ano, Centro de Frutologia e a marca Compal decidiram ir mais longe com o lançamento da edição Origens Portugal, composta por quatro frutas nacionais, e um investimento total de 100.000€ em 5 Bolsas de instalação frutícola, como forma de apoiar ainda mais o setor nacional num ano de recessão económica. 

Empreendedores frutícolas de norte a sul do país que pretendam instalar/produzir as suas frutas, estão habilitados, consoante o regulamento, a apresentar a sua candidatura. Na Academia muitas são as frutas que se têm candidatado, desde Pêra Rocha, Maçã, Mirtilo, Framboesa, Amora, Romã, Cereja, Figo, Figo da Piteira, entre muitas outras. 

Após o encerramento das candidaturas em Julho, serão selecionados pelo júri (composto pela DGADR, AJAP, CONFAGRI e ISA) os 12 formandos deste ano. Estes irão participar em sessões de formação que vão focar em várias áreas, mas principalmente na sustentabilidade e práticas agrícolas sustentáveis, o grande foco deste ano; marketing digital; vendas e exportação; sistemas operativos de gestão agrícola; entre outras. Estas sessões têm sido dadas por entidades de excelência e com posicionamento na área, como AJAP, CONFAGRI, ISA, Boa Energia, Crédito Agrícola, APN, Wisecrop, entre outras. 

A Academia tem tido benefícios notórios para os seus participantes, e mais do que a atribuição de bolsas, o mais importante tem sido o conhecimento profundo que os formandos ganham em várias áreas do negócio frutícola e a aproximação aos melhores players do setor a nível nacional, integrando desta forma uma enorme rede de networking

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Copyright©Cister.fm