Página Inicial Destaque Direção-Geral de Saúde confirma 342 novos casos e oito vítimas mortais

Direção-Geral de Saúde confirma 342 novos casos e oito vítimas mortais

11 Julho 2020 -14:40

O órgão informa que foram contabilizadas mais oito vítimas mortais, elevando para 1.654 o número de mortes desde o ínicio da pandemia.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) confirmou, este sábado, mais 542 casos confirmado, mas apenas 342 são atribuíveis às últimas 24 horas. Destes, 259 (76%) foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. Quanto ao número de vítimas mortais, o órgão informa que foram contabilizadas mais oito vítimas mortais, elevando para 1.654 o número de mortes desde o inicio da pandemia.

A DGS informa ainda que o número de recuperados subiu 305 desde os dados da véspera, elevando para 30.350 o número de pessoas que já não estão infetadas pelo novo coronavírus.

O número de internados diminuiu. Segundo o boletim, estão mesmo 12 pessoas em instituições hospitalares enquanto que o número de infetados em cuidados intensivos sobre para 68 depois de ontem ter estado nos 66.

Neste momento registam-se 13.912​ casos activos, o número é obtido pela diferença entre o número de casos confirmados e o número de recuperados e mortos.

No comunicado deste sábado, a DGS informa que todos os dados dos boletins epidemiológicos, desde o dia 30 de junho, sofreram uma atualização, porém acrescenta que só a partir de dia 14 de julho é que se vai começar a verificar atualizações nos casos por concelho.

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

10 Julho 2020 -15:20

Portugal regista 45.679 casos e 1.646 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 342 casos em relação aos dados da véspera.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 30.350.

Portugal conta com um total de 45.679 casos confirmados da Covid-19, mais 402 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta sexta-feira, 10 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.646, o que corresponde a mais duas mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 401.296 casos suspeitos e 1.626 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 353.991 casos não confirmados após as análises, e 34.082 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 18.001 casos registados no Norte, 4.254 no Centro, 21.926 em Lisboa e Vale do Tejo, 688 no Algarve, 153 casos na Região Autónoma dos Açores, 95 na Região Autónoma da Madeira e 562 casos no Alentejo.

Atualmente existem 471 internados, dos quais 66 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 30.350 casos recuperados em Portugal, mais 301 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.646 mortes, 821 foram no Norte, 250 no Centro, 527 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 18 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda 10 vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 38 vítimas do sexo masculino e 17 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 102 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 190 óbitos masculinos e 125 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 478 vítimas masculinas e 626 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (36%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (14%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

09 Julho 2020 -13:40

Portugal regista 45.277 casos e 1.644 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 328 casos em relação aos dados da véspera.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 30.049

Portugal conta com um total de 45.277 casos confirmados da Covid-19, mais 418 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quinta-feira, 9 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.644, o que corresponde a mais 13 mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 398.922 casos suspeitos e 1.480 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 352.165 casos não confirmados após as análises, e 34.102 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.957 casos registados no Norte, 4.245 no Centro, 21.584 em Lisboa e Vale do Tejo, 683 no Algarve, 151 casos na Região Autónoma dos Açores, 95 na Região Autónoma da Madeira e 552 casos no Alentejo.

Atualmente existem 487 internados, dos quais 73 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 30.049 casos recuperados em Portugal, mais 335 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.644 mortes, 821 foram no Norte, 248 no Centro, 527 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 18 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda 10 vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 38 vítimas do sexo masculino e 17 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 102 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 190 óbitos masculinos e 125 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 477 vítimas masculinas e 625 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (36%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (14%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

08 Julho 2020 -15:00

Portugal regista 44.859 casos e 1.631 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 327 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 29.714.

Portugal conta com um total de 44.859 casos confirmados da Covid-19, mais 443 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quarta-feira, 8 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.631, o que corresponde a mais duas mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 396.521 casos suspeitos e 1.496 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 350.166 casos não confirmados após as análises, e 33.225 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.900 casos registados no Norte, 4.232 no Centro, 21.256 em Lisboa e Vale do Tejo, 676 no Algarve, 149 casos na Região Autónoma dos Açores, 95 na Região Autónoma da Madeira e 551 casos no Alentejo.

Atualmente existem 512 internados, dos quais 74 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 29.714 casos recuperados em Portugal, mais 269 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.631 mortes, 821 foram no Norte, 248 no Centro, 514 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 18 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda 10 vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 38 vítimas do sexo masculino e 16 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 102 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 190 óbitos masculinos e 125 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 472 vítimas masculinas e 618 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (36%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (14%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

07 Julho 2020 -14:15

Portugal regista 44.416 casos e 1.629 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 207 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 29.445.

Portugal conta com um total de 44.416 casos confirmados da Covid-19, mais 287 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta terça-feira, 7 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.629, o que corresponde a mais nove mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 394.134 casos suspeitos e 1.308 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 348.410 casos não confirmados após as análises, e 33.134 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.823 casos registados no Norte, 4.211 no Centro, 20.929 em Lisboa e Vale do Tejo, 663 no Algarve, 151 casos na Região Autónoma dos Açores, 93 na Região Autónoma da Madeira e 544 casos no Alentejo.

Atualmente existem 511 internados, dos quais 76 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 29.445 casos recuperados em Portugal, mais 279 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.629 mortes, 821 foram no Norte, 248 no Centro, 513 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 17 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda 10 vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 38 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 102 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 189 óbitos masculinos e 125 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 472 vítimas masculinas e 618 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (36%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (14%) e dificuldades respiratórias (10%).

De acordo com uma nota da autoridade de saúde, o relatório divulgado continua sem incluir a “atualização da imputação de casos aos concelhos”, estando a DGS a “realizar a verificação de todos os dados com as autoridades locais e regionais de saúde que ficará concluída durante os próximos dias”. Assim, o número de casos por concelhos permanece igual ao de domingo e o quadro por idade continua sem ser apresentado por erro informático.

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

06 Julho 2020 -13:20

Portugal regista 44.129 casos e 1.620 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 195 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 29.166.

Portugal conta com um total de 44.129 casos confirmados da Covid-19, mais 232 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta segunda-feira, 6 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.620, o que corresponde a mais seis mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 391.651 casos suspeitos e 1.182 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 346.340 casos não confirmados após as análises, e 31.485 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.766 casos registados no Norte, 4.195 no Centro, 20.722 em Lisboa e Vale do Tejo, 663 no Algarve, 151 casos na Região Autónoma dos Açores, 93 na Região Autónoma da Madeira e 539 casos no Alentejo.

Atualmente existem 513 internados, dos quais 74 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 29.166 casos recuperados em Portugal, mais 149 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.620 mortes, 820 foram no Norte, 248 no Centro, 507 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 15 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda 10 vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 38 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 102 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 187 óbitos masculinos e 123 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 469 vítimas masculinas e 616 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.645, seguindo-lhe Sintra com 2.850, Loures com 1.910 Amadora conta com 1.780 e Vila Nova de Gaia com 1.678. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Odivelas com 1.183.

Gondomar tem atualmente 1.093 casos, enquanto Cascais conta com 1.061, Maia tem 950, Oeiras com 852, Vila Franca de Xira soma 808, Valongo conta com 764 e Guimarães soma 725. Ovar conta com 690, Coimbra com 614, Seixal conta com 643, Almada contabiliza 624 e Santa Maria da Feira regista 518 casos confirmados.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

05 Julho 2020 -15:00

Portugal regista mais 328 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza agora 43.897 casos confirmados da doença. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.614. A taxa de crescimento diário fixou-se nos 0,75%, sendo que mais de 70% dos novos casos foram na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Portugal regista, neste momento, 43.897 casos confirmados da doença Covid-19, mais 328 do que ontem, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS), divulgado este domingo. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.614, o que corresponde a mais nove mortes nas últimas 24 horas, de acordo com a informação oficial da autoridade nacional de saúde. Houve, assim, acréscimo diário de 0,75% nos casos de infeção.

Mais de 70% dos novos casos foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT). Na quarta-feira, a ministra da Saúde recusou falar em descontrolo da evolução da doença nesta zona, porque, segundo a governante, o que está a acontecer é a dificuldade em quebrar cadeias de transmissão e em perceber as circunstâncias dos contágios.

“É uma situação sobretudo de sobressalto, que não deixa estar tranquilos (…). Há indícios que sugerem que zonas mais densamente povoadas e com pessoas com uma maior rede de contactos têm maior risco”, explicou, numa grande entrevista à “RTP”. A ministra refere que a região de LVT está num “planalto persistente”, desde que Portugal atingiu o pico da epidemia no final de março, mas alertou que, nesta zona, a curva “nunca baixou tanto como noutras zonas do país”.

O relatório contabiliza, atualmente, 1.167 pessoas que aguardam o resultado laboratorial dos testes e 29.017 recuperadas, mais 245 do que no sábado. No entanto, 73 dos 504 doentes internados encontram-se em unidades de cuidados intensivos (UCI).

A nível de sintomas, menos de metade (37%) teve tosse, 28% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e apenas 10% sentiu dificuldades em respirar. Em relação às vítimas mortais, 803 são homens (467 deles com mais de 80 anos de idade) e 811 mulheres (615 delas com mais de 80 anos de idade).

04 Julho 2020 -15:10

Portugal com mais 413 casos de Covid-19. Óbitos sobem para 1.605

Nas últimas 24 horas, o número de infeções de Covid-19 no país registou um aumento de 413, para 43.569. Há ainda mais sete mortes, que contabilizam agora 1.605.

Nas últimas 24 horas, o número de infeções de Covid-19 no país registou um aumento de 413, para 43.569. Há ainda mais sete mortes, que contabilizam agora 1.605, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde, publicado este sábado.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 388.969 casos suspeitos e 1.103 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais. Atualmente existem 344.297 casos não confirmados após as análises, e 31.486 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.723 casos registados no Norte e 819 óbitos. No centro há 4.157 pessoas infetadas, tendo ocorrido 248 mortes. Em Lisboa e Vale do Tejo, são 20.273 as pessoas que estão infetadas com o vírus, sendo que 498 morreram.  No Alentejo há 520 infetados e dez mortes e, no Algarve, há 653 casos positivos de Covid-19 e 15 mortes.

O número de internados caiu nas últimas 24 horas, de 495 para 489, mas há hoje 73 internados em unidades de cuidados intensivos, contra 72 na véspera.

O número de casos recuperado também subiu, de 28.424 para 28.772.

Há 11 concelhos com mais de mil infetados, sendo que Lisboa, com 3.645 casos positivos de Covid-19, e Sintra, com 2.850 são os que apresentam maior número de infeções. Destaque ainda para a Amadora, com 1.780, Cascais, com 1.061, Loures, com 1.910 e Odivelas, com 1.183. A norte, Vila Nova de Gaia lidera a lista, com 1.678 pessoas infetadas, seguindo-se o Porto, com 1.414, Matosinhos, com 1.292 e Braga, com 1.256.

Até ao momento ainda não se registaram mortes entre os 0 e os 19 anos, mantendo-se os óbitos entre os 20 e 0s 39. As mortes entre a população mais idosa, acima dos 80 anos, representam 66,9% do total de mortes.

03 Julho 2020 -20:15

Portugal regista 43.156 casos e 1.598 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 300 casos em relação aos dados da véspera. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 28.424

Portugal conta com um total de 43.156 casos confirmados da Covid-19, mais 374 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta sexta-feira, 3 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.598, o que corresponde a mais 11 mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 386.926 casos suspeitos e 879 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 342.891 casos não confirmados após as análises, e 31.433 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.664 casos registados no Norte, 4.137 no Centro, 19.956 em Lisboa e Vale do Tejo, 649 no Algarve, 151 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 507 casos no Alentejo.

Atualmente existem 495 internados, dos quais 72 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 28.424 casos recuperados em Portugal, mais 327 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.598 mortes, 819 foram no Norte, 248 no Centro, 491 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, 10 no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda nove vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 37 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 99 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 187 óbitos masculinos e 122 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 464 vítimas masculinas e 605 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.584, seguindo-lhe Sintra com 2.815, Loures com 1.887, Amadora conta com 1.773 e Vila Nova de Gaia com 1.670. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Odivelas com 1.157.

Gondomar tem atualmente 1.093 casos, enquanto Cascais conta com 1.041, Maia tem 950, Oeiras com 838, Vila Franca de Xira soma 796, Valongo conta com 764 e Guimarães soma 725. Ovar conta com 690, Coimbra com 613, Seixal conta com 627, Almada contabiliza 607 e Santa Maria da Feira regista 512 casos confirmados.

A DGS alerta que devido a um erro informático no sistema de contagem dos dados não conseguiu aferir a evolução das idades dos infetados por Covid-19. Assim, a autoridade da saúde nacional afirma que esta situação irá ser corrigida no boletim divulgado amanhã.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

02 Julho 2020 -15:00

Portugal regista 42.782 casos e 1.587 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 273 casos em relação aos dados da véspera.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 28.097.

Portugal conta com um total de 42.782 casos confirmados da Covid-19, mais 328 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quinta-feira, 2 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.587, o que corresponde a mais oito mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta tarde indica que, até à data, foram registados 384.973 casos suspeitos e 1.380 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 340.811 casos não confirmados após as análises, e 31.274 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.624 casos registados no Norte, 4.121 no Centro, 19.656 em Lisboa e Vale do Tejo, 639 no Algarve, 151 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 499 casos no Alentejo.

Atualmente existem 510 internados, dos quais 77 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) e 28.097 casos recuperados em Portugal, mais 299 do que os registados no dia de ontem.

Do total das 1.587 mortes, 819 foram no Norte, 249 no Centro, 480 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, nove no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda nove vítimas mortais do sexo feminino e 10 do sexo masculino entre a faixa etária dos 40 aos 49 anos de idade. Registaram-se 35 vítimas do sexo masculino e 16 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59 anos, 98 vítimas entre os 60 e os 69 anos do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 185 óbitos masculinos e 121 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 460 vítimas masculinas e 603 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.573, seguindo-lhe Sintra com 2.753, Loures com 1.872, Amadora conta com 1.739 e Vila Nova de Gaia com 1.668. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Odivelas com 1.141.

Gondomar tem atualmente 1.093 casos, enquanto Cascais conta com 997, Maia tem 950, Oeiras com 810, Vila Franca de Xira soma 780, Valongo conta com 763 e Guimarães soma 725. Ovar conta com 690, Coimbra com 613, Seixal conta com 622, Almada contabiliza 604 e Santa Maria da Feira regista 505 casos confirmados.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (3.145 homens e 3.959 mulheres), com um total de 7.104, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.805 homens e 3.885 mulheres), num total de 6.690. Existem 3.030 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 18.817 homens e 23.965 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 3.225 homens e 3.627 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 2.061 homens e 2.343 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.601 mulheres e 1.721 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.895 homens e 3.374 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.444 homens e 1.633 mulheres infetadas. Existem 19 homens e 15 mulheres cuja idade é desconhecida.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Lusa/Jornal Económico

01 Julho 2020 -15:45

Portugal regista 42.454 casos e 1.579 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 218 casos em relação aos dados da véspera.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 27.798.

Portugal conta com um total de 42.454 casos confirmados da Covid-19, mais 313 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quarta-feira, 1 de julho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.579, o que corresponde a mais três mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 382.818 casos suspeitos e 1.450 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 338.914 casos não confirmados após as análises, e 31.389 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.585 casos registados no Norte, 4.121 no Centro, 19.383 em Lisboa e Vale do Tejo, 632 no Algarve, 150 casos na Região Autónoma dos Açores, 93 na Região Autónoma da Madeira e 491 casos no Alentejo.

Atualmente existem 503 internados, dos quais 79 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 27.798 casos recuperados em Portugal, mais 293 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.579 mortes, 819 foram no Norte, 248 no Centro, 475 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, sete no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina e masculina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítimas mortais, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente quatro óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda oito vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 35 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 98 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 183 óbitos masculinos e 121 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 459 vítimas masculinas e 600 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.544, seguindo-lhe Sintra com 2.704, Loures com 1.856, Amadora conta com 1.718 e Vila Nova de Gaia com 1.661. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Odivelas com 1.125.

Gondomar tem atualmente 1.093 casos, enquanto Cascais conta com 964, Maia tem 950, Oeiras com 810, Vila Franca de Xira soma 780, Valongo conta com 763 e Guimarães soma 725. Ovar conta com 690, Coimbra com 613, Seixal conta com 604, Almada contabiliza 593 e Santa Maria da Feira regista 505 casos confirmados.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (3.120 homens e 3.932 mulheres), com um total de 7.052, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.789 homens e 3.865 mulheres), num total de 6.654. Existem 2.983 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 18.671 homens e 23.783 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 3.198 homens e 3.932 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 2.050 homens e 2.324 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.581 mulheres e 1.719 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.867 homens e 3.348 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.436 homens e 1.617 mulheres infetadas.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

30 Junho 2020 -14:45.

Portugal regista mais 229 casos e 8 óbitos por Covid-19

Região de Lisboa e Vale do Tejo regista o número mais elevado de infeções ao dia de hoje, tendo confirmado mais 188 em relação aos dados da véspera.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 27.505.

Portugal conta com um total de 42.141 casos confirmados da Covid-19, mais 229 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira, 30 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.576, o que corresponde a mais oito mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 380.476 casos suspeitos e 1.454 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 336.881 casos não confirmados após as análises, e 31.414 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.521 casos registados no Norte, 4.110 no Centro, 19.165 em Lisboa e Vale do Tejo, 618 no Algarve, 150 casos na Região Autónoma dos Açores, 93 na Região Autónoma da Madeira e 484 casos no Alentejo.

Atualmente existem 491 internados, dos quais 73 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 26.633 casos recuperados em Portugal, mais 300 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.574 mortes, 818 foram no Norte, 248 no Centro, 473 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, sete no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda oito vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 35 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 98 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 183 óbitos masculinos e 121 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 458 vítimas masculinas e 598 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.502, seguindo-lhe Sintra com 2.668, Loures com 1.827, Amadora conta com 1.697 e Vila Nova de Gaia com 1.650. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Odivelas com 1.101.

Gondomar tem atualmente 1.093 casos, enquanto Maia tem 950, Cascais conta com 952, Oeiras com 795, Vila Franca de Xira soma 768, Valongo conta com 763 e Guimarães soma 725. Ovar conta com 690, Coimbra com 613, Seixal conta com 590, Almada contabiliza 588 e Santa Maria da Feira regista 503 casos confirmados.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (3.094 homens e 3.919 mulheres), com um total de 7.013, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.769 homens e 3.847 mulheres), num total de 6.616. Existem 2.955 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 18.508 homens e 23.633 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 3.169 homens e 3.552 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 2.028 homens e 2.311 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.569 mulheres e 1.714 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.834 homens e 3.312 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.427 homens e 1.612 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 16 homens e 13 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Jornal Económico


29 Junho 2020 -14:45

Portugal regista mais 266 casos e 4 óbitos por Covid-19

A Direção-Geral de Saúde confirmou mais quatro mortes nas últimas 24 horas, no boletim epidemiológico divulgado esta segunda-feira.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 27.205

A Direção-Geral de Saúde (DGS) confirmou, esta segunda-feira, mais 266 diagnósticos positivos de Covid-19 e 4 vítimas mortais, nas últimas 24 horas. Assim, o número total de casos confirmados situa-se nos 41.912 enquanto que o número óbitos é agora de 1.568.

A Região de Lisboa e Vale do Tejo volta a confirmar o número mais elevado de infeções tendo confirmado mais 225 em relação aos dados da véspera. No total, existem agora 18.977 infeções confirmadas. O número de vítimas mortais do novo coronavírus na região de Lisboa aumentou para 468, mais três vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas nesta região.

No novo boletim epidemiológico da DGS, ficamos a saber da existência de mais 139 casos recuperados, totalizando assim o número de recuperações para 27.205. Quanto ao número de pessoas internadas, foram registadas mais 31 pessoas hospitalizadas e mais 4 em cuidados intensivos.

Esta segunda-feira, foi detetado ainda um novo caso nos Açores na ilha de São Miguel. Trata-se de uma mulher, “com 42 anos, não residente nos Açores, que desembarcou na região em 27 de Junho, proveniente de ligação aérea com o território continental”, adianta Autoridade de Saúde Regional.

Fonte; DGS/Jornal Económico

28 Junho 2020 -16:35

Portugal regista mais 457 casos confirmados de Covid-19 e mais três mortes

A Direção-Geral de Saúde confirmou mais três mortes nas últimas 24 horas, no boletim epidemiológico divulgado este domingo. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 27.066.

Portugal regista 41.646 casos confirmados da doença Covid-19, mais 457 do que ontem, segundo o mais boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS) apresentado este domingo, 7 de junho. A maior parte dos novos casos: são na Região de Lisboa e Vale do Tejo.

O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.564, o que corresponde a mais três mortes nas últimas 24 horas

A região de Lisboa e Vale do Tejo conta com um total de 18.752 casos confirmados da Covid-19, mais 391 face ao dia anterior. O número de vítimas mortais do novo coronavírus na região de Lisboa aumentou para 465, mais duas vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas sido nesta região.

O boletim epidemiológico divulgado este domingo indica que, até à data, foram registados 37.6815 casos suspeitos e 1.511 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19.

Atualmente existem 311.922 casos não confirmados após as análises e 30.658 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.476 casos registados no Norte, 4.094 no Centro, 612 no Algarve, 149 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 471 casos no Alentejo. Do total de 1.564 mortes, 816 foram no Norte, 248 no Centro, 15 nos Açores, cinco no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

Atualmente existem 458 internados, dos quais 75 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 27.066 casos recuperados em Portugal. A nível de sintomas, 37% teve tosse, 28% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 10% sentiu dificuldades em respirar.

Em relação às vítimas mortais, 781 são homens (455 com mais de 80 anos de idade) e 783 mulheres (593 com mais de 80 anos de idade).

Fonte; DGS/Jornal Económico

27 Junho 2020 -13:40

Portugal ultrapassa os 41 mil casos confirmados de Covid-19

Portugal registou mais 323 casos confirmados da doença nas últimas 24 horas. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.561.

Portugal regista, neste momento, 41.189 casos confirmados da doença Covid-19, mais 323 do que ontem, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS). O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.561, o que corresponde a mais seis mortes nas últimas 24 horas, de acordo com a informação oficial divulgada este sábado.

Em termos percentuais, houve, assim, aumento diário de mortes de 0,4% e um acréscimo 0,8% nos casos de infeção. A região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) chegou agora aos 18.361 casos confirmados, um número superior em 255 ao de ontem.

O relatório contabiliza, neste momento, 1.627 pessoas que aguardam o resultado laboratorial dos testes e 26.864 recuperadas. No entanto, 70 dos 442 doentes internados encontram-se em unidades de cuidados intensivos.

A nível de sintomas, menos de metade (37%) teve tosse, 28% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e apenas 10% sentiu dificuldades em respirar. Em relação às vítimas mortais, 780 são homens (455 deles com mais de 80 anos de idade) e 781 mulheres (591 delas com mais de 80 anos de idade).

Na conferência de imprensa de ontem, a última da semana, a ministra da Saúde optou por tranquilizar a população sobre a capacidade das unidades hospitalares e voltou a reforçar que o número de camas disponíveis no Serviço Nacional de Saúde é suficiente para as necessidades atuais do país e que os hospitais se mantêm capazes “responder ao que for preciso”, realçando que as medidas básicas de higiene “não devem ser descuradas”.

Fonte; DGS/Jornal Económico

26 Junho 2020 -13:40

Covid-19: Portugal regista 40.866 casos confirmados e 1.555 mortes

Foram detetados mais 451 diagnósticos positivos e seis mortes nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 3.335 casos confirmados da doença.

Portugal conta com um total de 40.866 casos confirmados da Covid-19, mais 451 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta sexta-feira, 26 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.555, o que corresponde a mais seis mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 373.293 casos suspeitos e 1.561 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 330.866 casos não confirmados após as análises, e 31.246 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.441 casos registados no Norte, 4.056 no Centro, 18.106 em Lisboa e Vale do Tejo, 574 no Algarve, 148 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 449 casos no Alentejo.

Atualmente existem 457 internados, dos quais 67 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 26.633 casos recuperados em Portugal, mais 251 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.555 mortes, 816 foram no Norte, 248 no Centro, 457 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, quatro no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda oito vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 34 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 97 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 180 óbitos masculinos e 119 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 452 vítimas masculinas e 590 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.335, seguindo-lhe Sintra com 2.477, Loures com 1.745, Vila Nova de Gaia com 1.633 e Amadora conta com 1.591. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Odivelas tem atualmente 1.054 casos, enquanto Maia tem 950, Cascais conta com 868, Valongo conta com 762, Guimarães soma 725 e Vila Franca de Xira soma 700. Ovar conta com 684, Oeiras com 676, Coimbra com 608, Seixal conta com 567, Almada contabiliza 561 e Santa Maria da Feira regista 498 casos confirmados. O número de casos importados fixou-se num total de 724.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (3.00 homens e 3.821 mulheres), com um total de 6.821, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.708 homens e 3.763 mulheres), num total de 6.471. Existem 2.781 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 17.918 homens e 22.948 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 3.050 homens e 3.431 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.977 homens e 2.258 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.488 mulheres e 1.669 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.730 homens e 3.181 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.400 homens e 1.580 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 16 homens e 13 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

25 Junho 2020 -13:00

Covid-19: Portugal regista 40.415 casos confirmados e 1.549 mortes

Foram detetados mais 311 diagnósticos positivos e seis mortes nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 3.277 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 40.415 casos confirmados da Covid-19, mais 311 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quinta-feira, 25 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.549, o que corresponde a mais seis morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 371.024 casos suspeitos e 1.524 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 329.085 casos não confirmados após as análises, e 31.113 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.372 casos registados no Norte, 4.055 no Centro, 17.767 em Lisboa e Vale do Tejo, 574 no Algarve, 146 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 409 casos no Alentejo.

Atualmente existem 436 internados, dos quais 67 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 26.382 casos recuperados em Portugal, mais 299 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.549 mortes, 815 foram no Norte, 248 no Centro, 453 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, três no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda oito vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 34 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 96 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 46 do sexo feminino, 180 óbitos masculinos e 119 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 448 vítimas masculinas e 589 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.277, seguindo-lhe Sintra com 2.425, Loures com 1.720, Vila Nova de Gaia com 1.629 e Amadora conta com 1.546. Porto com 1.414, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Odivelas tem atualmente 1.039 casos, enquanto Maia tem 950, Cascais conta com 846, Valongo conta com 762, Guimarães soma 725 e Vila Franca de Xira soma 700. Ovar conta com 684, Oeiras com 676, Coimbra com 608, Almada e Seixal contabilizam com 561 e Santa Maria da Feira regista 498 casos confirmados. O número de casos importados fixou-se num total de 724.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.980 homens e 3.789 mulheres), com um total de 6.769, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.678 homens e 3.745 mulheres), num total de 6.423. Existem 2.714 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 17.708 homens e 22.707 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 3.001 homens e 3.389 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.957 homens e 2.238 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.446 mulheres e 1.652 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.700 homens e 3.145 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.390 homens e 1.562 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 16 homens e 13 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (37%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (10%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

24 Junho 2020 -14:00

Portugal conta com um total de 40.104 casos confirmados da Covid-19, mais 367 do que ontem

Portugal conta com um total de 40.104 casos confirmados da Covid-19, mais 367 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quarta-feira, 24 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.543, o que corresponde a mais três morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 368.967 casos suspeitos e 1.586 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 327.277 casos não confirmados após as análises, e 30.935 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.339 casos registados no Norte, 4042 .no Centro, 17.527 em Lisboa e Vale do Tejo, 552 no Algarve, 146 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira e 406 casos no Alentejo.

“Região de Lisboa e Vale do Tejo não está fora de controlo”, garante Governo

“Podemos garantir que a situação na região de Lisboa e Vale do Tejo não se encontra fora de controlo e estamos a trabalhar para que não existam situações dramáticas”, realçou Jamila Madeira.

O Governo garantiu esta quarta-feira, através de Jamila Madeira, secretária de Estado Adjunta e da Saúde, que a situação pandémica provocada pela Covid-19 não se encontra descontrolada na região de Lisboa e Vale do Tejo e que as autoridades de saúde estão a trabalhar para evitar situações que possam levar a “situações dramáticas”.

“Podemos garantir que a situação na região de Lisboa e Vale do Tejo não se encontra fora de controlo e estamos a trabalhar para que não existam situações dramáticas”, realçou Jamila Madeira.

Questionada sobre a capacidade das unidades hospitalares, e o facto desta capacidade estar a esgotar-se em algumas unidades, a secretária de Estado Adjunta da Saúde esclareceu que o Serviço Nacional de Saúde funciona em rede “e por isso, a capacidade de internamento está a suprir as necessidades e que os hospitais estão assim a suprir as carências.

No caso do Hospital Amadora Sintra, Jamila Madeira esclareceu que a capacidade deste hospital está a 87% e que nenhuma outra unidade hospitalar “está em situação em que não consiga acomodar as necessidades”. Sobre o Hospital de Torres Vedras, Jamila Madeira confirmou a existem oito caso positivos que foram causados por uma utente de um lar da região.

Fonte; DGS/Jornal Económico

23 Junho 2020 -13:00

Covid-19. Portugal com mais seis mortos e 345 novos casos confirmados

Todos os seis óbitos registados de dia 22 para dia 23 de junho verificaram-se na região de Lisboa e Vale do Tejo. Dados revelam ainda que existem 441 internados, 72 dos quais estão em unidades de cuidados intensivos.

Casos recuperados ascendem hoje aos 25.829.

Em Portugal, há já um total de 39.737 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus (Covid-19), mais 345 face a segunda-feira, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde revelado esta terça-feira. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.540, mais seis mortes nas últimas 24 horas.

O boletim indica que, até às 00h00 deste sábado, foram registados 366.777 casos suspeitos e 1.759 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais de Covid-19. Os dados revelam ainda que existem 441 internados, 72 dos quais estão em Unidades e Cuidados Intensivos. Há ainda a destacar um aumento dos casos recuperados para 25.829.

Atualmente existem 325.281 casos não confirmados após as análises, e 30.248 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde. A região norte continua a ser aquela onde se registam mais casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus.

A DGS indica que existem 17.329 casos registados no Norte, 40.14 no Centro, 17.225 em Lisboa e Vale do Tejo, 397 casos no Alentejo, 536 no Algarve, 144 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira.

Em relação às vítimas mortais, foram registadas 814 mortes no norte do país, 248 no centro, 446 em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Alentejo, 15 no Algarve e 15 nos Açores. A região autónoma Madeira é a única região do país onde não foram registados óbitos.

Os sintomas mais referidos são tosse (38%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

22 Junho 2020 -14:10

Covid-19. Portugal regista 38.464 casos confirmados e 1.527 mortes

Foram detetados mais 375 diagnósticos positivos e três mortes nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 3.037 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 38.464 casos confirmados da Covid-19, mais 375 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta sexta-feira, 19 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.527, o que corresponde a mais três mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 359.579 casos suspeitos e 1.530 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 319.585 casos não confirmados após as análises, e 29.046 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.236 casos registados no Norte, 3.955 no Centro, 16.255 em Lisboa e Vale do Tejo, 480 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 91 na Região Autónoma da Madeira e 304 casos no Alentejo.

Atualmente existem 422 internados, dos quais 67 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 24.477 casos recuperados em Portugal, mais 467 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.527 mortes, 813 foram no Norte, 247 no Centro, 435 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

Fonte; DGS/Jornal Económico

21 Junho 2020 -18:00

Covid-19. Portugal regista mais 292 casos confirmados de infeção e mais duas mortes

Até ao momento, foram registados 39.133 casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal e o número de vítimas mortais aumentou para 1.530. Há ainda a destacar um aumento dos casos recuperados para 25.376.

Até ao momento, foram registados 39.133 casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal e o número de vítimas mortais aumentou para 1.530. Há ainda a destacar um aumento dos casos recuperados para 25.376.

Em Portugal, há já um total de 39.133 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus (Covid-19), mais 292 face ao dia de ontem, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde revelado esta sexta-feira. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.530, mais duas mortes nas últimas 24 horas.

O boletim indica que, até às 00h00 deste sábado, foram registados 363.133 casos suspeitos e 1.826 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais de Covid-19. Os dados revelam ainda que existem 407 internados, 69 dos quais estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI). Há ainda a destacar um aumento dos casos recuperados para 25.376.

Atualmente existem 322.174 casos não confirmados após as análises, e 30.855 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A região norte continua a ser aquela onde se registam mais casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus. A DGS indica que existem 17.249 casos registados no Norte, 3.991 no Centro, 16.762 em Lisboa e Vale do Tejo, 374 casos no Alentejo, 521 no Algarve, 144 casos na Região Autónoma dos Açores, 92 na Região Autónoma da Madeira.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 3.135. Seguem-lhe Sintra com 2.253 infetados, Vila Nova de Gaia com 1.611, Amadora com 1.428, Porto com 1.414 casos, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Em relação às vítimas mortais, foram registadas 814 mortes no norte do país, 248 no centro, 436 em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Alentejo, 15 no Algarve e 15 nos Açores. A região autónoma Madeira é a única região do país onde não foram registados óbitos.

Os sintomas mais referidos são tosse (38%), febre (28%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

20 Junho 2020 -13:20

Covid-19. Portugal com 1.528 mortes e 38.841 casos confirmados

O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou de 1.527 para 1.528, o que corresponde a mais um morto nas últimas 24 horas.

Portugal conta com um total de 38.841 casos confirmados de Covid-19, mais 377 face a sexta-feira, 19 de junho, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado este sábado, 20 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou de 1.527 para 1.528, o que corresponde a mais um morto nas últimas 24 horas.

No país existem 422 internados, dos quais 70 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e registam-se 24.906 casos recuperados.

Até à data, foram registados 361.848 casos suspeitos e 1.771 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 321.236 casos não confirmados após as análises, e 30.852 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.242 casos registados no Norte, 3.966 no Centro, 16.537 em Lisboa e Vale do Tejo, 499 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 99 na Região Autónoma da Madeira e 363 casos no Alentejo.

Do total de 1.528 mortes, 814 foram no Norte, 247 no Centro, 435 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

Fonte; DGS/Jornal Económico

19 Junho 2020 -15:45

Covid-19. Portugal regista 38.464 casos confirmados e 1.527 mortes

Foram detetados mais 375 diagnósticos positivos e três mortes nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 3.037 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 38.464 casos confirmados da Covid-19, mais 375 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta sexta-feira, 19 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.527, o que corresponde a mais três mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 359.579 casos suspeitos e 1.530 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 319.585 casos não confirmados após as análises, e 29.046 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.236 casos registados no Norte, 3.955 no Centro, 16.255 em Lisboa e Vale do Tejo, 480 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 91 na Região Autónoma da Madeira e 304 casos no Alentejo.

Atualmente existem 422 internados, dos quais 67 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 24.477 casos recuperados em Portugal, mais 467 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.527 mortes, 813 foram no Norte, 247 no Centro, 435 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

Fonte; DGS/Jornal Económico

18 Junho 2020 -13:45

Covid-19. Portugal regista 38.089 casos confirmados e 1.524 mortes

Foram detetados mais 417 diagnósticos positivos e uma morte nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 2.979 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 38.089 casos confirmados da Covid-19, mais 417 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quinta-feira, 18 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.524, o que corresponde a mais uma morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 357.291 casos suspeitos e 1.337 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 317.865 casos não confirmados após as análises, e 30.426 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.208 casos registados no Norte, 3.934 no Centro, 15.971 em Lisboa e Vale do Tejo, 448 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 295 casos no Alentejo.

Atualmente existem 416 internados, dos quais 67 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 24.010 casos recuperados em Portugal, mais 430 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.524 mortes, 813 foram no Norte, 246 no Centro, 433 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 34 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 93 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 44 do sexo feminino, 176 óbitos masculinos e 117 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 443 vítimas masculinas e 582 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.979, seguindo-lhe Sintra com 2.105, Vila Nova de Gaia com 1.607, Loures com 1.548 e Porto com 1.414. Amadora conta com 1.336, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Maia tem atualmente 950 casos, enquanto Odivelas tem 847, Valongo conta com 762, Cascais conta com 747, Guimarães soma 725 e Ovar conta com 677. Vila Franca de Xira soma 607, Coimbra com 605, Oeiras com 599, Seixal contabiliza 520 casos, Almada conta com 516 e Santa Maria da Feira regista 497 casos confirmados. O número de casos importados fixou-se num total de 767.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.802 homens e 3.604 mulheres), com um total de 6.406, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.552 homens e 3.595 mulheres), num total de 6.147. Existem 2.385 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 16.654 homens e 21.435 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.799 homens e 3.180 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.879 homens e 2.127 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.278 mulheres e 1.588 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.519 homens e 2.906 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.342 homens e 1.506 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 14 homens e 13 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (38%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

17 Junho 2020 -13:15

Covid-19. Portugal regista 37.672 casos confirmados e 1.523 mortes

Foram detetados mais 336 diagnósticos positivos e uma morte nas últimas 24 horas. Lisboa continua a ser o concelho mais atingido pelo novo coronavírus, contabilizando 2.940 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 37.672 casos confirmados da Covid-19, mais 336 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quarta-feira, 17 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.523, o que corresponde a mais uma morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 355.207 casos suspeitos e 1.347 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 316.188 casos não confirmados após as análises, e 30.289 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.179 casos registados no Norte, 3.913 no Centro, 15.646 em Lisboa e Vale do Tejo, 413 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 2888 casos no Alentejo.

Atualmente existem 435 internados, dos quais 69 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 23.580 casos recuperados em Portugal, mais 368 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.523 mortes, 813 foram no Norte, 246 no Centro, 432 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 34 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 93 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 44 do sexo feminino, 176 óbitos masculinos e 117 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 442 vítimas masculinas e 582 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.940, seguindo-lhe Sintra com 2.020, Vila Nova de Gaia com 1.605, Loures com 1.512 e Porto com 1.414. Amadora conta com 1.309, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Maia tem atualmente 950 casos, enquanto Valongo conta com 762, Guimarães soma 725 e Odivelas com 830. Ovar conta com 677. Cascais conta com 730, Coimbra com 605, Oeiras com 585, Vila Franca de Xira soma 596, Seixal contabiliza 512 casos, Almada conta com 510 e Santa Maria da Feira regista 497 casos confirmados. O número de casos importados fixou-se num total de 767.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.775 homens e 3.575 mulheres), com um total de 6.350, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.522 homens e 3.577 mulheres), num total de 6.099. Existem 2.333 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 16.452 homens e 21.220 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.759 homens e 3.152 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.866 homens e 2.109 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.257 mulheres e 1.580 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.472 homens e 2.850 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.328 homens e 1.492 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 13 homens e 12 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (38%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

16 Junho 2020 -13:40

Covid-19. Portugal regista 37.336 casos confirmados e 1.522 mortes

Foram detetados mais 300 diagnósticos positivos e duas mortes nas últimas 24 horas. A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a mais atingida pelo novo coronavírus, contabilizando 15.364 casos confirmados.

Portugal conta com um total de 37.336 casos confirmados da Covid-19, mais 300 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira, 16 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.522, o que corresponde a mais duas mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 353.178 casos suspeitos e 1.316 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 314.526 casos não confirmados após as análises, e 30.810 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.141 casos registados no Norte, 3.904 no Centro, 15.364 em Lisboa e Vale do Tejo, 407 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 287 casos no Alentejo.

Atualmente existem 423 internados, dos quais 71 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 23.212 casos recuperados em Portugal, mais 360 casos do que os registados ontem.

Do total de 1.522 mortes, 813 foram no Norte, 246 no Centro, 431 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 34 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 93 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 44 do sexo feminino, 176 óbitos masculinos e 117 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 442 vítimas masculinas e 581 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.922, seguindo-lhe Sintra com 1.983, Vila Nova de Gaia com 1.600, Loures com 1.492 e Porto com 1.414. Matosinhos com 1.292, Amadora conta com 1.290, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093.

Maia tem atualmente 950 casos, enquanto Valongo conta com 762, Guimarães soma 725 e Odivelas com 817. Ovar conta com 676. Cascais conta com 730, Coimbra com 605, Oeiras com 576, Vila Franca de Xira soma 588, Almada e Seixal contabilizam 505 casos e Santa Maria da Feira regista 497 casos confirmados. O número de casos importados fixou-se num total de 767.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.733 homens e 3.551 mulheres), com um total de 6.284, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.486 homens e 3.545 mulheres), num total de 6.031. Existem 2.306 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 16.279 homens e 21.057 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.727 homens e 3.127 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.849 homens e 2.097 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.248 mulheres e 1.571 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.451 homens e 2.809 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.324 homens e 1.484 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 13 homens e 12 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (38%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

15 Junho 2020 -14:40

Covid-19: Portugal com mais 346 casos confirmados e mais três vítimas mortais

Portugal conta com um total de 37.036 casos confirmados de Covid-19, mais 346 face a domingo, 14 de junho, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta segunda-feira. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou de 1.517 para 1.520, o que corresponde a mais três mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado este domingo indica que, até à data, foram registados 351.057 casos suspeitos e 1.241 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19.

A região de Lisboa e Vale do Tejo conta com um total de 15.128 casos confirmados da Covid-19, mais 300 face aos dados de domingo. O número de vítimas mortais do novo coronavírus na região de Lisboa aumentou para 429 , mais duas mortes do que no dia anterior.

Atualmente, 30.703 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.097 casos registados no Norte, 3.892 no Centro, 399 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 287 casos no Alentejo.

Fonte; DGS/Jornal Económico

14 Junho 2020 -13:00

Covid-19: Portugal com mais 227 casos confirmados e mais cinco vítimas mortais

O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.517, mais cinco do que no dia anterior, todas registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo. Esta região conta com um total de 14.828 casos confirmados da Covid-19, mais 206 face ao dia anterior.

Portugal conta com um total de 36.690 casos confirmados de Covid-19, mais 227 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado este domingo. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.517, o que corresponde a mais cinco mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado este domingo indica que, até à data, foram registados 349.997 casos suspeitos e 1.385 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19.

A região de Lisboa e Vale do Tejo conta com um total de 14.828 casos confirmados da Covid-19, mais 206 face ao dia anterior. O número de vítimas mortais do novo coronavírus na região de Lisboa aumentou para 427, tendo as cinco vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas sido nesta região.

Atualmente existem 311.922 casos não confirmados após as análises e 30.658 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.078 casos registados no Norte, 3.874 no Centro, 395 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 282 casos no Alentejo.

Do total de 1.517 mortes, 812 foram no Norte, 246 no Centro, 15 nos Açores, duas no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

Atualmente existem 419 internados, dos quais 73 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 22.669 casos recuperados em Portugal.

Fonte; DGS/Jornal Económico

13 Junho 2020 -13:50

Portugal com 283 novos casos confirmados e mais sete vítimas mortais

O número de novos casos de infeção por Covid-19 subiu 0,78%, enquanto o número de óbitos subiu 0,46%. A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 76% dos novos casos diários. Região do Alentejo registou a segunda vítima mortal.

Portugal regista 36.463 novos casos confirmados, mais 283 novos casos (subida de 0,7% face a ontem), de contágio por Covid-19 e 1.512 vítimas mortais, mais sete (mais 0,46%) nas últimas 24 horas.

Os dados foram divulgados este sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Na sexta-feira Portugal registou um total de 36.180 casos confirmados e 1.505 óbitos. Ontem, 1.486 pessoas aguardavam resultados laboratoriais e registavam-se 22.200 casos recuperados.

Ontem, Lisboa e Vale do Tejo registava um total de 14.407 casos, com o norte a registar 17.024 casos; o centro com 3.846 casos, Algarve com 393 casos, Alentejo com 277 casos, Açores com 143 casos e Madeira com 90 casos.

A região de Lisboa e Vale do Tejo regista um total de 14.622 novos casos, pesando 76% no número de novos casos a nível nacional.

Entre os sete óbitos ocorridos, cinco tiveram lugar na região de Lisboa e Vale do Tejo, um no norte e outro no Alentejo.

A região do Alentejo registou a sua segunda vítima mortal. A primeira foi registada a 21 de abril, um homem de 87 anos residente em Beja

Por regiões, Lisboa e Vale do Tejo registam 14.622 novos casos e 422 mortes; o norte regista 17.066 casos e 812 mortes; o centro regista 3.868 casos e 246 mortes; Algarve regista 393 casos e 15 mortes; Alentejo com 281 casos e duas mortes; Açores com 143 casos e 15 mortes; Madeira com 90 casos, sem mortes a registar.

Entre os casos confirmados, 428 encontram-se internados, com 77 pacientes a encontrarem-se internados na unidade de cuidados intensivos.

Dos sintomas registados pelos pacientes: 29% tiveram febre, 39% com tosse, 11% com dificuldade respiratória, 20% com cefaleia, 21% com dores musculares; 15% com fraqueza generalizada.

Fonte; DGS/Jornal Económico

12 Junho 2020 -13:15

Covid-19. Portugal regista 36.180 casos confirmados e 1.505 mortes

Foram detetados mais 270 diagnósticos positivos e uma morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico da DGS dá conta de mais 198 casos recuperados em Portugal.

Portugal conta com um total de 36.180 casos confirmados da Covid-19, mais 270 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta sexta-feira, 12 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.505, o que corresponde a mais uma morte nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 346.703 casos suspeitos e 1.486 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 309.037 casos não confirmados após as análises, e 30.779 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 17.024 casos registados no Norte, 3.846 no Centro, 14.407 em Lisboa e Vale do Tejo, 393 no Algarve, 143 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 277 casos no Alentejo. Dos 270 novos, 246 registaram-se na zona de Lisboa e Vale do Tejo, tendo o único morto sido verificado na região Norte.

Do total de 1.505 mortes, 811 foram no Norte, 246 no Centro, 417 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, uma no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 33 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 90 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 43 do sexo feminino, 173 óbitos masculinos e 115 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 439 vítimas masculinas e 577 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Atualmente existem 440 internados, dos quais 73 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 22.200 casos recuperados em Portugal, mais 198 casos do que os registados ontem.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.803, seguindo-lhe Sintra com 1.839, Vila Nova de Gaia com 1.597, Porto com 1.414. Loures com 1.383, Matosinhos com 1.292, Braga com 1.256, Amadora conta com 1.186 e Gondomar com 1.093.

Maia tem atualmente 950 casos, enquanto Valongo conta com 762, Odivelas com 758, Guimarães soma 725, Cascais conta com 692 e Ovar conta com 673. Coimbra com 605, Oeiras com 543, Vila Franca de Xira soma 536 e Santa Maria da Feira regista 497casos. O número de casos importados fixou-se num total de 767.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.620 homens e 3.438 mulheres), com um total de 6.058, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.417 homens e 3.456 mulheres), num total de 5.873. Existem 2.211 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 15.716 homens e 20.464 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.620 homens e 3.037 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.801 homens e 2.052 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.187 mulheres e 1.535 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.332 homens e 2.698 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.301 homens e 1.450 mulheres infetadas.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (39%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

11 Junho 2020 -13:00

DGS confirma 35.910 infetados e 1.504 mortes por Covid-19

A Direção-Geral de Saúde contabilizou mais 310 diagnósticos positivos e sete vítimas mortais em relação aos dados de ontem. O número total de vítimas mortais ultrapassa assim a marca dos 1.500, cerca de 100 dias desde o início da pandemia em Portugal.

Nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal subiu 0,9% para 35.910 casos — são mais 310 pessoas infetadas em relação aos dados de quarta-feira. Registaram-se mais sete vítimas mortais, que passaram de 1.497 para 1.504 segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira.

O número total de vítimas mortais ultrapassa, assim, a marca dos 1.500, cerca de 100 dias desde o início da pandemia em Portugal.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se acumula a maior quantidade de casos confirmados, as autoridades de saúde portuguesas anunciam mais 283 casos de infeção, um valor que corresponde a 91,3% dos diagnósticos positivos anunciados hoje. Existem 14.161 casos confirmados no distrito e 417 vítimas mortais.

A região Norte regista 19 novos casos e um morto, o Centro quatro infetados e também um morto, o Alentejo três infetados e o Açores um caso infetado. Esta quinta-feira não se registam novos casos nem vítimas no Sul nem na Madeira.

Já recuperaram do vírus 22.002 pessoas, ou seja, mais 260 comparativamente ao dados da véspera. Existem ainda 415 pessoas internadas — menos duas que ontem — e mantém-se o número de pessoas internadas nos cuidados intensivos, 70.

10 Junho 2020 -13:00

Covid-19: Portugal com 35.600 casos confirmados e 1.497 mortes

A esmagadora maioria das vítimas mortais (67%) pertence à faixa etária da população com mais de 80 anos, com 1.013 mortes. Entre os 0 e os 19 anos de idade ainda não se registou nenhum óbito, tendo ocorrido ainda 27 mortes de pessoas entre os 20 e os 49 anos de idade.

Nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal subiu 0,8% para 35.600 casos — são mais 294 pessoas infetadas. Esta quarta-feira, registaram-se mais cinco vítimas mortais, que passaram de 1.492 para 1.497, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quarta-feira, 10 de junho.

A esmagadora maioria das vítimas mortais (67%) pertence à faixa etária da população com mais de 80 anos, com 1.013 mortes. Entre os 0 e os 19 anos de idade ainda não se registou nenhum óbito, tendo ocorrido ainda 27 mortes de pessoas entre os 20 e os 49 anos de idade.

A DGS revela que há agora 21.742 casos recuperados, havendo ainda 30.398 casos em vigilância das autoridades da saúde, havendo ainda 306.893 casos não confirmados. Aguardam resultados laboratoriais 1.724 casos.

Há 417 pessoas internadas e 70 estão nas unidades de cuidados itensivos.

O conselho de Lisboa tem 2.751 infetados de Covid-19, sendo o conselho com mais casos positivos no país. Há ainda conselhos com mais de mil infetados — Amadora (1.131), Braga (1.256), Gondomar (1.093), Matosinhos (1.292), Porto (1.414), Sintra (1.754) e Vila Nova de Gaia (1.592).

Entre os sintomas identificados, 29% dos infetados têm febre, 39% estão com tosse, 11% apresentaram dificuldades respiratórias, 20% tiveram celafeia, 21% apresentaram queixas musculares e 15% têm fraqueza generalizada.

Fonte; DGS/Jornal Económico

9 Junho 2020 -13:30

Covid-19. Portugal regista 35.306 casos confirmados e 1.492 mortes

Foram detetados mais 421 diagnósticos positivos e sete mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico da DGS dá conta de mais 183 casos recuperados em Portugal.

Portugal conta com um total de 35.306 casos confirmados da Covid-19, mais 421 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira, 9 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.492, o que corresponde a mais sete mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 342.060 casos suspeitos e 1.618 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 305.136 casos não confirmados após as análises, e 30.176 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 16.967 casos registados no Norte, 3.837 no Centro, 13.608 em Lisboa e Vale do Tejo, 389 no Algarve, 142 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 273 casos no Alentejo.

Do total de 1.492 mortes, 809 foram no Norte, 244 no Centro, 408 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, uma no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 33 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 88 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 43 do sexo feminino, 171 óbitos masculinos e 113 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 434 vítimas masculinas e 575 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Atualmente existem 394 internados, dos quais 65 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 21.339 casos recuperados em Portugal, mais 183 casos do que os registados ontem.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.700, seguindo-lhe Sintra com 1.701, Vila Nova de Gaia com 1.592, Porto com 1.414. Matosinhos com 1.292, Loures com 1.288, Braga com 1.256 e Gondomar com 1.093 e Amadora conta com 1.094.

Maia tem atualmente 950 casos, enquanto Valongo conta com 762, Guimarães soma 725 e Odivelas com 724. Ovar conta com 672. Cascais conta com 662, Coimbra com 605, Oeiras com 514, Vila Franca de Xira soma 507 e Santa Maria da Feira regista 497 casos confirmados e Oeiras tem 465. O número de casos importados fixou-se num total de 767

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.559 homens e 3.370 mulheres), com um total de 6.259, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.367 homens e 3.386 mulheres), num total de 5.753. Existem 2.061 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 15.261 homens e 20.045 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.502 homens e 2.957 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.760 homens e 2.011 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.168 mulheres e 1.531 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.244 homens e 2.630 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.284 homens e 1.440 mulheres infetadas.

De acordo com o relatório hoje divulgado, existem 16 homens e 20 mulheres infetadas cuja idade a DGS não conseguiu apurar.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (39%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

8 Junho 2020 -13:00

Portugal regista 34.885 casos confirmados de Covid-19 e 1.485 mortes

Foram detetados mais 192 diagnósticos positivos e seis mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde dá conta de mais 161 casos recuperados.

Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral de Saúde (DGS) contabilizou mais 192 casos confirmados por Covid-19 e seis vítimas mortais. De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado esta segunda-feira, o número de diagnósticos positivos sobe agora para 34.885 enquanto que o número de óbitos assenta nos 1.485.

As autoridades sanitárias contabilizam 21.156 recuperadas (mais 161 em relação a ontem) e 366 doentes internados, dos quais 55 em unidades de cuidados intensivos (UCI). Trata-se de menos 32 internados e menos três em UCI.

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região que mais preocupa as autoridades sanitárias. Na região, foram registadas mais 149 casos de infecção, o que representa 77,6% dos novos casos detetados pela DGS nas últimas 24 horas.

A nível de sintomas, teve 39% tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e apenas 11% sentiu dificuldades em respirar.

Em relação às vítimas mortais, 736 são homens (434 com mais de 80 anos de idade) e 749 mulheres (570 com mais de 80 anos de idade).

Fonte; DGS/Jornal Económico

7 Junho 2020 -13:15

Portugal regista 34.693 casos confirmados de Covid-19 e 1.479 mortes

A Direção-Geral de Saúde confirmou mais cinco mortes nas últimas 24 horas, no boletim epidemiológico divulgado este domingo.

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 20.995.

Portugal regista 34.693 casos confirmados da doença Covid-19, mais 342 do que ontem, segundo o mais boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS) apresentado este domingo, 7 de junho. A maior parte dos novos casos: 255 são na Região de Lisboa e Vale do Tejo. Há a destacar mais 23 em Lisboa, 23 em Odivelas, 18 em Loures, oito na Amadora e zero em Sintra.

Pela segunda vez no boletim aparecem casos sem idade registada. Há 33 pessoas nessas condições.

O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.479, o que corresponde a mais cinco mortes nas últimas 24 horas. Os óbitos registam-se nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e Norte, três na primeira e dois na segunda.

As autoridades sanitárias contabilizam 20.995 recuperadas (mais 188 em relação a ontem) e 398 doentes internados, dos quais 58 em unidades de cuidados intensivos. Em relação a ontem verificam-se menos 16 internados e menos um internado em UCI.

A nível de sintomas, teve 40% tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e apenas 11% sentiu dificuldades em respirar.

Em relação às vítimas mortais, 730 são homens (430 com mais de 80 anos de idade) e 749 mulheres (570 com mais de 80 anos de idade).

Fonte; DGS/Jornal Económico

6 Junho 2020 -18:30

Portugal regista 34.351 casos confirmados de Covid-19 e 1.474 mortes

Portugal regista 34.351 casos confirmados da doença Covid-19, mais 382 do que ontem, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS). O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.474, o que corresponde a mais nove mortes nas últimas 24 horas.

O relatório contabiliza, neste momento, 1813 pessoas que aguardam o resultado laboratorial dos testes e 20.807 recuperadas, e 414 doentes internados encontram-se em unidades de cuidados intensivos.

A nível de sintomas, teve 40% tosse, 29% febre,  21% dores musculares,  20% cefaleia,  15% fraqueza generalizada e apenas  11% sentiu dificuldades em respirar.

Em relação às vítimas mortais, 726 são homens (427 deles com mais de 80 anos de idade) e 748 mulheres (569 delas com mais de 80 anos de idade).

6 Junho 2020 -15:40

Medidas mais restritivas para zona de Lisboa “não estão em cima da mesa”

A ministra da Saúde, Marta Temido e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas fazem a atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus (Covid-19) na conferência de imprensa diária no Ministério da Saúde.

Sem que tenha sido de revelado o boletim epidemiológico da evolução da epidemia em Portugal deste sábado devido a problemas informáticos, a ministra da Saúde e a a diretora-geral de Saúde atualizam a informação possível sobre a evolução da Covid-19 no país. 

Marta Temido começou por referir na conferência tardia que a incidência de casos nos concelhos de Lisboa, Amadora, Odivelas e Sintra é o que mais preocupa as autoridades e, que neste momento, com a informação que o Governo dispunha ontem, a incidência cumulativa era de 555 casos em Lisboa, 545 casos Loures, 504 casos na Amadora, 402 casos em Odivelas e 391 em Sintra. 

Estes foram casos novos reportados nos últimos 14 dias e que, portanto, se mantêm ativos, explicou a ministra. 

Quanto aos resultados dos testes em algumas empresas, a governante disse que a DGS não irá informar quantos casos existem em cada local, justificando que “não há nenhuma vantagem” para o trabalho que as autoridades têm de realizar e, pelo contrário, pode levar a uma perceção “enviesada da realidade”. No entanto, Marta Temido disse que, de acordo com os últimos dados, a percentagem de positivos resultante da operação dos últimos dias estava na ordem dos 4,6%, “dados que não refletem o trabalho das últimas 24 horas, ainda”, salvaguardou. 

Graça Freitas, por seu turno, disse que há informação de que algumas empresas no Bombarral, sobretudo aquelas que têm funcionários temporários, “têm apresentado casos”, mas que “no seu conjunto, não configuram números extraordinariamente elevados”. “São pequenos casos, em algumas empresas”, afirmou, sem conseguir quantificar por ainda não existir o boletim epidemiológico deste sábado. 

Sobre a suspensão da atividade assistencial não urgente nos hospitais de referência dos cinco concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML), Marta Temido disse que isso “acontecerá enquanto se mantiver a situação epidemiológica que justifique algum estado de alerta”. A ministra sublinhou que o mesmo aconteceu na região Norte do país ainda antes de ser declarada a suspensão da atividade assistencial para todo o país. “Temos a expetativa que em Lisboa e Vale do Tejo, nas próximas semanas, seja possível regressar àquilo que é o patamar de resposta em todos os hospitais do país”, realçou. 

Marta Temido frisou ainda que, todos compreenderão que face a um contexto em que estamos a constatar um aumento discreto da procura de cuidados de saúde primários e de cuidados hospitalares, “temos de garantir a prontidão para o caso de termos uma situação imprevista e de incerteza e garantir que as equipas de saúde estão disponíveis para apoiar este esforço de supressão da doença nesta área”. “Estamos todos no entendimento de que esta é a melhor solução”, defendeu. 

Medidas mais restritivas em Lisboa?

“Neste momento isso não está em cima da mesa, a perceção que temos é que estes focos que estamos a ter não estarão sequer relacionados com o desconfinamento”, afirmou Marta Temido.

Fonte Noticias ao Minuto

Imagem © Global Imagens

5 Junho 2020 -13:20

Portugal regista 33.969 casos confirmados de Covid-19 e 1.465 mortes

Portugal registou, até à meia-noite desta quinta-feira, 33.969 casos confirmados da doença Covid-19, mais 377 do que ontem, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS). O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.465, o que corresponde a mais dez mortes nas últimas 24 horas

O relatório contabiliza, neste momento, 1.636 pessoas que aguardam o resultado laboratorial dos testes e 20.526 recuperadas. No entanto, 64 dos 475 doentes internados encontram-se em unidades de cuidados intensivos.

A nível de sintomas, menos de metade (40%) teve tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 2o% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e apenas 11% sentiu dificuldades em respirar. Em relação às vítimas mortais, 721 são homens (424 deles com mais de 80 anos de idade) e 744 mulheres (565 delas com mais de 80 anos de idade).

O Governo aprovou ontem, em Conselho de Ministros, o Plano de Estabilização Económica e Social (PEES), que estabelece diversas medidas de reforço do Serviço Nacional de Saúde, como a contratação de mais 2.700 profissionais até dezembro, investimento para atingir a média europeia de 11,5 camas de medicina intensiva por cada 100 mil habitantes e a modernização do sistema de vigilância epidemiológica e homogeneização do sistema de retribuição aplicável.

Fonte; DGS/Jornal Económico

4 Junho 2020 -13:10

Covid-19: Portugal com 33.592 casos confirmados e 1.455 vítimas mortais

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 20.323.

Portugal conta com um total de 33.592 casos confirmados da Covid-19, mais 331 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quinta-feira, 4 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.455, o que corresponde a mais oito mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 333.106 casos suspeitos e 1.741 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 297.773 casos não confirmados após as análises, e 28.685 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 16.819 casos registados no Norte, 3.770 no Centro, 12.137 em Lisboa e Vale do Tejo, 376 no Algarve, 138 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 262 casos no Alentejo.

Do total de 1.455 mortes, 801 foram no Norte, 240 no Centro, 383 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, uma no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 31 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 86 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 43 do sexo feminino, 168 óbitos masculinos e 111 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 422 vítimas masculinas e 559 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Atualmente existem 445 internados, dos quais 58 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 20.323 casos recuperados em Portugal, mais 244 casos do que os registados ontem.

Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 2.536, seguindo-lhe Vila Nova de Gaia com 1.580, Porto com 1.401 e Sintra conta 1.400. Matosinhos com 1.285, Braga com 1.230 e Gondomar com 1.087. Loures com 1.147, Maia com 946 e Amadora com 956.

Valongo tem atualmente 761 casos, enquanto Guimarães soma 720 e Ovar conta com 667. Coimbra conta com 599, Cascais conta com 609, Odivelas com 627, Santa Maria da Feira regista 488 casos confirmados e Oeiras tem 465. O número de casos importados fixou-se num total de 767

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.390 homens e 3.248 mulheres), com um total de 5.638, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.236 homens e 3.273 mulheres), num total de 5.509. Existem 1.864 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 14.360 homens e 19.232 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.310 homens e 2.820 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.691 homens e 1.932 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.117 mulheres e 1.502 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 2.067 homens e 2.463 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.256 homens e 1.398 mulheres infetadas.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (40%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

3 Junho 2020 -13:45

Covid-19: Portugal com 33.261 casos confirmados e 1.447 vítimas mortais

O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 20.079.

Portugal conta com um total de 33.261 casos confirmados da Covid-19, mais 366 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quarta-feira, 3 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.447, o que corresponde a mais 11 mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 331.094 casos suspeitos e 1.944 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 295.889 casos não confirmados após as análises, e 28.093 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 16.804 casos registados no Norte, 3.765 no Centro, 118.28 em Lisboa e Vale do Tejo, 376 no Algarve, 138 casos na Região Autónoma dos Açores, 90 na Região Autónoma da Madeira e 260 casos no Alentejo.

Do total de 1.447 mortes, 796 foram no Norte, 240 no Centro, 380 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, uma no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 31 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 85 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 43 do sexo feminino, 167 óbitos masculinos e 111 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 418 vítimas masculinas e 557 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Atualmente existem 428 internados, dos quais 56 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 20.079 casos recuperados em Portugal, mais 317 casos do que os registados ontem.

Fonte; DGS/Jornal Económico

2 Junho 2020 -13:10

Covid-19: Portugal com 32.895 casos confirmados e 1.436 vítimas mortais

Os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam a existência de 32.895 casos confirmados e 1.436 mortes. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 19.869.

Graça Freitas, diretora-geral da DGS, e António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde | José Sena Goulão/Lusa

Portugal conta com um total de 32.895 casos confirmados da Covid-19, mais 195 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira, 2 de junho. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 1.436, o que corresponde a mais 12 mortes nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 328.873 casos suspeitos e 1.866 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais da Covid-19. Atualmente existem 294.112 casos não confirmados após as análises, e 28.064 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.

A DGS revela que atualmente existem 16.789 casos registados no Norte, 3.753 no Centro, 11.493 em Lisboa e Vale do Tejo, 372 no Algarve, 137 casos na Região Autónoma dos Açores, 91 na Região Autónoma da Madeira e 260 casos no Alentejo.

Do total de 1.436 mortes, 795 foram no Norte, 240 no Centro, 370 em Lisboa e Vale do Tejo, 15 no Algarve, 15 nos Açores, uma no Alentejo, não se registando nenhuma na Madeira.

O boletim da DGS contabiliza uma vítima mortal feminina entre os 30 e os 39 anos de idade, juntando-se às duas vítima mortal, feminina e masculina, entre os 20 e os 29 anos, existindo atualmente três óbitos confirmados abaixo dos 40 anos de idade.

Existem ainda sete vítimas mortais do sexo feminino e dez do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se 31 vítimas do sexo masculino e 15 do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 84 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e 43 do sexo feminino, 166 óbitos masculinos e 111 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos. Registam-se ainda 414 vítimas masculinas e 552 vítimas femininas com mais de 80 anos.

Atualmente existem 432 internados, dos quais 58 estão em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) e 19.869 casos recuperados em Portugal, mais 317 casos do que os registados ontem.

O grupo etário com mais casos confirmados é dos 40 aos 49 anos (2.313 homens e 3.199 mulheres), com um total de 5.512, seguindo-se a dos 50-59 anos (2.192 homens e 3.217 mulheres), num total de 5.409. Existem 1.823 crianças e adolescentes infetados, entre os 0 e os 19 anos de idade. Atualmente existem 14.020 homens e 18.875 mulheres infetados pelo novo coronavírus.

O número de casos nas faixas etárias entre os 30 e os 39 anos e os 60 e 69 anos têm verificado aumentos. O boletim da DGS assume a existência de 2.242 homens e 2.752 mulheres infetados entre os 30 e 39 anos, e 1.670 homens e 1.909 mulheres com casos confirmados entre os 60 e 69 anos. Atualmente existem 3.089 mulheres e 1.483 homens com mais de 80 anos infetadas com Covid-19.

Também o grupo etário entre os 20 e os 29 anos de idade têm verificado um aumento considerável de casos positivos, sendo que até à data existem 1.991 homens e 2.286 mulheres com casos positivos. A faixa etária entre os 70 e 79 anos verifica 1.246 homens e 1.377 mulheres infetadas.

Segundo o boletim, existem dois homens e quatro mulheres cuja idade é desconhecida.

Em relação aos sintomas, os mais referidos são tosse (39%), febre (29%), dores musculares (21%), cefaleias (20%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldades respiratórias (11%).

Fonte; DGS/Jornal Económico

1 Junho 2020 -13:45

Covid-19. 96% dos novos casos nas últimas 24 horas registados em Lisboa e Vale do Tejo

A nível nacional, o número de novos casos cresceu 0,61% para 32.700 casos, com o número de vítimas mortais a subir 0,99% para 1.424 óbitos.

Portugal regista um total de 32.700 casos confirmados do novo coronavírus, mais 200 face ao dia anterior, um crescimento de 0,61%.

A Covid-19 já provou um total de 1.424 vítimas mortais, mais 14 nas últimas 24 horas, um número igual ao do dia anterior, um crescimento de 0,99%, segundo os dados hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Dos 200 novos casos nas últimas 24 horas, 193 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo, representando 96% do total.

No domingo, Portugal registou um total de 32.500 casos confirmados, e um total de 1.410 vítimas mortais.

Neste momento, 1.720 pacientes aguardam resultados laboratorial para a Covid-19, com um total de 19.552 casos recuperados.

Por regiões, o norte regista 16.760 casos confirmados e 791 vítimas mortais; o centro atingiu os 3.747 casos e 230 vítimas mortais.

Mais a sul, o Alentejo conta com 259 casos confirmados e 1 óbito, enquanto o Algarve regista 372 casos e 15 vítimas mortais.

Nas regiões autónomas, os Açores contam com 137 casos e 15 óbitos, com a Madeira a registar 90 casos.

Fonte; DGS/Jornal Económico

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Distrito de Leiria 454 casos sob vigilância, 733 confirmados e 474 recuperados.

12-07-20 – 00h05 De acordo com o Boletim Covid-19 Nº 109/2020 referente a 11 de Julho da C…