Página Inicial Destaque Circuito de Ciclismo de S. Bernardo – Alcobaça 20 de Agosto de 2018

Circuito de Ciclismo de S. Bernardo – Alcobaça 20 de Agosto de 2018

O Alcobaça Clube de Ciclismo vai organizar a 27ª edição do Circuito de Ciclismo de S. Bernardo, que terá lugar em Alcobaça no dia 20 de Agosto de 2018, integrado no programa da Feira Anual de S. Bernardo.

 

Nesta prova iremos contar com a presença de todas as equipas do pelotão nacional de Elites e Sub23 (profissionais) cuja presença está assegurada, esperando-se mais de uma centena de corredores, especialmente de muitas das principais figuras que estão a disputar a Volta a Portugal em Bicicleta.

Na edição deste ano tentamos reajustar o horário. A prova terá o seu início pelas 17:00h para que o público possa, depois do dia de trabalho (apenas é feriado municipal em Alcobaça) ou de descanso, vir ver o ciclismo e ficar para visitar a Feira de S. Bernardo. O circuito continuará a manter o seu figurino habitual, contando com um percurso de 30 voltas de 2,5 quilómetros cada totalizando 75 quilómetros.

Esta será a 27ª edição deste circuito mítico. Apenas nos anos 2008 e 2012 não houve circuito porque os Jogos Olímpicos fizeram com que a Volta a Portugal se realizasse mais tarde que o habitual, impossibilitando a presença do pelotão nacional em Alcobaça. Tirando isso não se registou nenhuma interrupção nesta importante prova que faz parte do calendário velocipédico nacional.

O Circuito de S. Bernardo continua a ser o mais importante dos Circuitos do pós-volta a Portugal, um facto destacado e salientado pelos responsáveis de equipas e entusiastas da modalidade. Continua a ser também o evento desportivo que mais público atrai a Alcobaça num só dia. Esperamos que assim continue. No entanto e dada a facilidade com que as pessoas hoje se deslocam para verem os heróis da estrada, o impacto da divulgação efectuada pelos muitos meios e canais de comunicação e das redes sociais o espectáculo velocipédico já não atrai da forma que atraia em 1990, daí que o circuito precise de ser reinventado. Este ano corremos o risco de tentar acrescentar animação de rua. Mais vale errar do que nada fazer, pelo que iremos apresentar

Animação com Dança do Dragão

Numa tentativa de dinamizar o circuito e contribuir para a fixação de publico, procuramos dinamizar alguma animação de rua e como inovação, iremos contar com a equipa de Artes Marciais do Instituto Confúcio da Universidade de Aveiro, para demonstrações de artes marciais e apresentação do vistoso espectáculo de “Dança do Dragão”. Juntamos algumas fotos deste espectáculo.

O Dragão é uma longa serpente com um corpo formado de varas, montadas junto com uma série de arcos, unindo a parte ornamental da cabeça e da cauda nas extremidades formando uma figura muito colorida, manipulada por doze pessoas, que ao som de música e do tambor executam movimentos ondulatórios. É um espectáculo muito popular na China, especialmente em desfiles e cerimónias oficiais, pois é sinal de sorte ou bom augúrio.

 

Prova de Paraciclismo

Aproveitando todas as estruturas montadas, e a pedido da Federação Portuguesa de Ciclismo, vamos acolher a 5ª e última prova da Taça de Portugal de Paraciclismo.

O paraciclismo é uma modalidade de competição para atletas com deficiência que começou a ganhar expressão no ano de 2012, quando a Federação Portuguesa de Ciclismo decidiu dar a esta modalidade a visibilidade que merece, integrando-a nos seus calendários desportivos e fomentando a sua prática. Está organizado em função do grau e tipo de deficiência de cada um, física ou neurológica. Todos os paraciclistas são uns verdadeiros campeões. Se tiverem dúvidas assistam a uma corrida destes atletas. Neste momento, Portugal conta já com duas dezenas de paraciclistas. São homens a quem a vida pregou algumas partidas, mas que souberam enfrentar a sua condição e continuar a praticar desporto. O Alcobaça Clube de Ciclismo também integra na sua equipa um grande campeão paraciclista. Carlos Santos, natural da Vestiaria, com deficiência física, e que encontra a arte e o engenho para contornar as limitações que a deficiência lhe impõe e dominar a bicicleta apenas com um braço.

É uma prova que sensibiliza pelo esforço e heroicidade destes homens, que estarão apoiados pelo Seleccionador Nacional de Paraciclismo, Professor José Marques.

 

Uma breve informação histórica sobre o Circuito de S. Bernardo

Em 1990 o cartaz da feira de S. Bernardo estava diferente, tinha novidades. “Parece que vai haver ciclismo em Alcobaça”, diziam e estavam certos.

A vontade de renovar e inovar a tradicional Feira de S. Bernardo demonstrada pelo Município de Alcobaça fez com que nascesse, nesse ano de 1990, o 1º Circuito S. Bernardo.

No entanto, o ciclismo não era uma novidade no concelho. Maiorga, Alfeizerão, Benedita e Moita já tinham as suas provas de ciclismo com alguma regularidade. Ciclismo em Alcobaça também não era propriamente uma novidade.

O Ginásio Clube de Alcobaça fez uma tentativa para implementar o ciclismo, no ano de 1961, criando uma equipa e promovendo uma prova. Apesar da participação em várias provas com resultados positivos, o projecto teve curta duração.

Mais tarde, em 1978, o Ginásio Clube de Alcobaça volta a tentar. Desta vez com a preciosa ajuda dos ciclistas Vitor Rocha, Fernando Vieira e o patrocínio da Nutrigado (fábrica de rações).

Vitor Rocha e Fernando Vieira eram duas figuras com alguma projecção no ciclismo nacional e tudo parecia bem encaminhado. Porém isso não aconteceu e o patrocinador Manuel Silvestre, proprietário da Nutrigado, resolve criar a própria equipa com o nome da empresa, decorria o ano de 1979. Para liderar este projecto foi convidado José Timóteo de Matos. Figura ímpar a quem o ciclismo nacional muito deve. De referir que pela Nutrigado passaram nomes que fizeram história no ciclismo português.

Tudo isto e mais o facto de o ciclismo ser uma modalidade muito popular em Portugal, o 1º Circuito S. Bernardo tinha tudo para dar certo e ser uma aposta ganha, numa cidade que, já nessa época, tinha uma forte ligação à modalidade através de algumas pessoas e acontecimentos de ciclismo.

Até 2002 a organização do circuito esteve a cargo de várias comissões, onde é justo destacar Fernando Vieira e João Leão Pereira mais conhecido por “João da Sinfonia”, sempre com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça.

Em 2003 é fundado o Alcobaça Clube de Ciclismo e a organização do circuito passa para as mãos do clube, apoiado pelo Município e inserido na Feira de S. Bernardo, como sempre.

Foram muitas as pessoas que desde a primeira hora até aos dias de hoje, trabalharam para que o Circuito S. Bernardo subisse ao patamar mais alto do panorama velocipédico nacional. E conseguiram. Conseguiram porque foram capazes de trazer até Alcobaça os melhores ciclistas nacionais, as melhores equipas e muito público para ver e aplaudir os nossos heróis.

Não querendo destacar nenhum ciclista em particular porque todos eles são verdadeiros campeões, como curiosidade, apenas referir que o vencedor do 1º Circuito S. Bernardo foi o ciclista Fernando Carvalho, que nesse ano também venceu a Volta a Portugal. Prémio entregue pelo então Presidente da Câmara Municipal, Sr. Miguel Guerra.

Este ano, com a realização do 27º Circuito S. Bernardo é a confirmação de que todos aqueles que acreditaram, estavam certos.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

Opinião de Octávio Serrano – Trump quer vender mais armas á Europa