Página Inicial Destaque ALCOBAÇA COM NOVO DEPÓSITO DE ABASTECIMENTO PARA COMBATE AOS INCÊNDIOS

ALCOBAÇA COM NOVO DEPÓSITO DE ABASTECIMENTO PARA COMBATE AOS INCÊNDIOS

A Câmara Municipal de Alcobaça, no que diz respeito à defesa das florestas e das populações contra os incêndios, tem trabalhado no sentido da prevenção de potenciais incidentes e, nesse sentido, foi, no dia 12 de junho, oficialmente apresentado o novo depósito de abastecimento para os meios de combate a incêndios florestais, localizado em Vale Ventos, freguesia de Turquel.

Esta infraestrutura foi concebida através de uma candidatura conjunta da Câmara Municipal de Alcobaça e da Associação de Produtores Florestais dos Concelhos de Alcobaça e Nazaré (APFCAN), tendo a mesma uma capacidade de 120 000 litros, permitindo o abastecimento aéreo e terrestre dos meios de combate a incêndios.

Esta infraestrutura, pela sua localização, irá também permitir disponibilizar o abastecimento a outras áreas geográficas dos concelhos limítrofes.

Além deste investimento, na área da defesa da floresta contra incêndios, foram também lançadas duas empreitadas para execução das faixas de gestão de combustíveis, sendo que uma já está a ser executada e a outra terá início brevemente, logo que seja assinado o contrato de adjudicação. Estas iniciativas têm sido concentradas nas freguesias de Aljubarrota, Évora, Turquel e Benedita, uma vez que, são as freguesias consideradas prioritárias pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

A par destas iniciativas, foi estabelecido um protocolo com a APFCAN para que também fossem executadas faixas de gestão de combustíveis na Zona Industrial do Casal da Areia e parte da rede viária municipal das freguesias adjacentes: União das Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes e União de Freguesias de Pataias e Martingança.

O ICNF irá ainda lançar um concurso para reflorestar a zona pública ardida nos incêndios do ano de 2017, numa área estimada de 400 hectares. Na parte que à autarquia diz respeito, a Câmara de Alcobaça irá conceder o valor da venda da madeira queimada em hasta pública (a percentagem que cabe à Autarquia) à União de Freguesias de Pataias e Martingança para que essa verba seja investida na junto da comunidade: em campanhas de reflorestação, projetos ambientais e turísticos e também em apoios sociais.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

CULTURA CISTERCIENSE CELEBRADA, EM ALCOBAÇA, NOS DIAS 6, 7 E 8 DE JULHO

    Nos próximos dias 6, 7 e 8 de julho celebra-se o legado e a cultura cisterci…