Página Inicial Notícias Desporto Alcobaça Vence Prémio da Montanha e conquista 2º lugar na Volta a Loulé

Alcobaça Vence Prémio da Montanha e conquista 2º lugar na Volta a Loulé

 

 

O prémio da montanha conquistado por Guilherme Mota, do Alcobaça Clube de Ciclismo/Crédito Agrícola e o 2º lugar na classificação final conquistado por Pedro Lopes, com apenas mais um segundo que o vencedor da volta, marca uma participação muito positiva da formação alcobacense na XXIII Volta a Loulé, a primeira prova por etapas da presente época.

A formação alcobacense foi a única que teve presença todos os dias nos podiuns desta mítica prova de quatro etapas disputadas nos dias 13, 14 e 15 de Abril, que teve vencedores e portadores da camisola amarela diferentes todos os dias, demonstrando o equilíbrio de valores no pelotão de juniores na presente época, numa prova em que alinharam à partida 119 corredores, em representação de 15 equipas nacionais e uma espanhola.

Guilherme Mota, um atleta formado no BTT que que na presente época veio integrar a equipa de estrada alcobacense, destacou-se ao vencer a camisola azul do líder dos prémios da montanha, enquanto Pedro Lopes, que foi o primeiro a vestir a camisola amarela, tinha por objectivo lutar pela liderança na tabela classificativa final gastou 7h:48m:39s para percorrer o total de 265,7 km das quatro etapas, com apenas mais um segundo que o corredor Carlos Salgueiro da equipa do Milharado.

Na classificação final Pedro Lopes, ficou em 2º lugar, Guilherme Mota, ocupa a 33ª posição, Gonçalo Aranha ficou em 41º lugar, Bernardo Santos foi 43ª, Rodrigo Pinheiro 83º, Carlos Rosa, ficou na 87ª posição e apenas Bruno Mendes veio a desistir a meio da última etapa.

A primeira etapa, disputada na quinta-feira, dia 13, começou com um percurso rolante de 63,7 km entre Loulé, Quarteira e Loulé em que Pedro Lopes se sagrou vencedor e vestiu a camisola amarela enquanto Guilherme Mota, se notabilizou ao conquistar a camisola azul de vencedor do prémio da montanha.

Na segunda etapa, disputada na manhã do dia 14, entre Loulé, Salir, Picota com regresso a Loulé, com um percurso de quase 81 quilómetros e 1350 de desnível, Guilherme Mota voltou a subir ao podium para receber a camisola Azul de vencedor dos prémios da Montanha, enquanto Pedro Lopes, terminou a etapa na 8ª posição, mas conseguiu manter a camisola amarela. Na parte da tarde teve lugar na Pista Bexiga Peres, num contra-relógio por equipas de 4 km e a formação orientada por Aurélio Sardinha apesar de não ter apetência para as provas de pista, com uma única experiência nesta vertente, vendeu cara a derrota, pela margem mínima, com Guilherme Mota a envergar de novo a camisola azul deixando tudo em aberto para a quarta e última etapa disputada no sábado de manhã, numa tirada de 117 quilómetros, entre Loulé, Alte, Barranco do Velho e Loulé, com um desnível acumulado de 2053 metros. A dureza do sobe e desce da serra louletana foi agravada pelo forte espírito competitivo instalado entre as principais equipas que lutavam pela liderança.

No final o treinador Aurélio Sardinha afirmava “é certo que perder por um segundo nos deixa um amargo na boca, mas temos razões para estar satisfeitos pois fomos para esta prova com o objectivo de dar o nosso melhor, e conseguimos um resultado que nos parece muito bom num pelotão muito competitivo, e com as equipas muito equilibradas demonstrando o bom trabalho de formação que está a ser feito pelos clubes. Estivemos na luta, os nossos atletas deram o tudo por tudo, demonstraram que estavam bem preparados e conseguiram ombrear com colegas de outras equipas e o nome de Alcobaça foi amplamente falado ao longo destes três dias de ciclismo”.

Na próxima semana a equipa de juniores regressa à estrada para disputar mais duas provas da Taça de Portugal, no sábado terá lugar um contra-relógio individual de 23,4 km na Zambujeira do Mar e no Domingo, será disputada uma prova em linha com 129 km entre Vila Nova de Mil Fontes e Odemira. Por seu lado Diana Fortes, desloca-se ao concelho de Cascais, para a 3ª Prova da Taça de Portugal de Femininas, com um percurso de 48,200km a fazer em quatro voltas. Já os cadetes, terão pela frente uma prova do calendário regional de Lisboa, a disputar também em Cascais, num circuito de 5 voltas com pouco mais de 60 quilómetros.

.

.

.Cister fm

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por jcaetano
Carregar mais em Desporto

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também

São Martinho do Porto recebe 1º edição do Beach SUP Race

A baía de São Martinho do Porto acolhe no próximo dia 1 de julho a primeira edição do Beac…